Time do bem é ‘bem’ rejeitado pela população do DF

52
Print Friendly, PDF & Email

Uma das primeiras frases coerentes que li, de Agnelo, após assumir o GDF em 2010.  “Nossa população fez a opção de um projeto diferente do que o que estamos implantando e deve ser respeitada”.

Sim, senhor Governador, a arrogância, prepotência e o desrespeito do PT para com os seus representados custou muito caro ao Partido, e ainda pode custar mais ainda e Dilma quem o diga. A perda de cargos no Executivo e no Legislativo é patente, por causa desses motivos.

O povo não tolera mais a falta de diálogo e principalmente a desvirtualização do que historicamente o PT deveria representar e defender.

Publicidade

Quando o povo reclama e diz que não concorda com determinadas medidas e decisões tomadas, há que se parar, pensar e avaliar se vale mesmo a pena correr o risco. A máxima do mundo do marketing é e sempre será: “o cliente tem sempre razão”. E o governo e os parlamentares se esqueceram ou deliberadamente se ignoraram essa máxima. E ignorar algo dessa natureza tem seu preço. É causa e efeito, ação e reação.

Não foi apenas pelos 20 centavos como já fervilhava a partir dos movimentos sociais de julho de 2013. No Distrito Federal foi por causa do estádio superfaturado, pelas inaugurações simbólicas; pelas resoluções de problemas feitas a meia-sola ou ‘pelas cochas’; pelos gastos excessivos com publicidade; porque os pais tiveram que levar os filhos para escolas em cidades vizinhas; porque mesmo com 10 mil novos médicos crianças, adultos e idosos morreram nas salas de emergências aguardando um leito na UTI, ou em casa por ser mal atendido ou ainda não ter médicos; por ter fechado às portas àqueles que te elegeram em 2010, por não ouvir a população.

O que o PT não entendeu até hoje é que o que o governo acha melhor para a população, necessariamente não é o que a população anseia. E isso custou caro para o senhor Agnelo, o senhor Rafael Barbosa, para alguns parlamentares que disseram “agora sou Federal”. Perceba que na Câmara Distrital, além das heroínas da resistência (Celina Leão e Jaqueline Roriz) que sempre se opuseram a base aliada, famoso Time do Bem da reeleição, muitos dos que se reelegeram, do partido, só o conseguiram por, ainda, serem vistos pela sociedade como tendo um mínimo de decência.

Digo isso Sr. Agnelo com a leveza de quem sempre votou em ti, desde o início do processo de redemocratização do país, mas com a alma limpa de dizer em alto e bom tom, para qualquer um que queira ouvir: -Você foi um péssimo governador e por isso não me representa mais. Espero que o Senhor e os membros do PT tenham aprendido essa lição dada pelo povo, nas urnas, antes que seja tarde.

Artigo anteriorA indústria da beleza
Próximo artigoEm ringue eletivo dedo de eleitor pode derrotar lutador