Portal Política Distrital – Notícias sobre Política e Saúde do DF http://www.politicadistrital.com.br Notícias sobre Política e Saúde em Brasília e todo o Distrito Federal (DF) Thu, 19 Jul 2018 03:34:22 +0000 pt-BR hourly 1 http://www.politicadistrital.com.br/wp-content/uploads/2017/02/cropped-favicon-120x120.png Portal Política Distrital – Notícias sobre Política e Saúde do DF http://www.politicadistrital.com.br 32 32 Frejat critica divisores das vias de ‘resgate de Brasília’ e promete repensar retomada à pré-candidatura ao GDF http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/19/frejat-critica-divisores-das-vias-de-resgate-de-brasilia-e-promete-repensar-retomada-a-pre-candidatura-ao-gdf/ Thu, 19 Jul 2018 03:34:22 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25196 Frejat critica divisores das vias de ‘resgate de Brasília’ e promete repensar retomada à pré-candidatura ao GDF

Para ex-pré-candidato, postulantes ao Buriti legislam em causa própria Por Kleber Karpov Após anunciar desistência a disputa pelo governo do Distrito Federal (17/Jul), em ato organizado por pessoas contrárias a desistência,  na frente da casa do ex-postulante, na noite de quarta-feira (18/Jul), o ex-pré-candidato Jofran Frejat criticou outros postulantes ao Buriti, por dividirem proposta inicial […]

O post Frejat critica divisores das vias de ‘resgate de Brasília’ e promete repensar retomada à pré-candidatura ao GDF apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Frejat critica divisores das vias de ‘resgate de Brasília’ e promete repensar retomada à pré-candidatura ao GDF

Para ex-pré-candidato, postulantes ao Buriti legislam em causa própria

Por Kleber Karpov

Após anunciar desistência a disputa pelo governo do Distrito Federal (17/Jul), em ato organizado por pessoas contrárias a desistência,  na frente da casa do ex-postulante, na noite de quarta-feira (18/Jul), o ex-pré-candidato Jofran Frejat criticou outros postulantes ao Buriti, por dividirem proposta inicial de resgate de Brasília.

De cima de um carro de Som, Frejat falou sobre a desconstrução de movimento, em alusão ao resgate de Brasília, iniciado por mais de uma dezenas de legendas partidárias, ainda em 2016.

Sem citar nomes, o ex-postulante ao Buriti, com 25% de intenções de votos, de acordo com pesquisa recente, registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Entre esses, Rogério Rosso (PSD), Izalci Lucas (PSDB), Alírio Neto (PTB).

“No momento em que meu nome começou a aparecer nas pesquisas como um possível candidato eu aceitei o desafio e comecei a trabalhar. Mas é curioso. Na medida em que o meu nome crescia, ao invés das pessoas somarem, começou as divisões. O curioso é que agora várias setores que se dividiram via tal, via qual, via não sei o quê, agora estão tentando se aproximar novamente. Por que não fizeram antes? Por que não somaram com a gente para resgatar Brasília da situação que se encontra? A gente sabe. É porque os interesses pessoais são maiores que os interesses coletivos.”, disparou.

Se cuida Rollemberg

Foto: Rafaela Felicciano/Metrópoles

A notícia que deve incomodar muita gente, sobretudo o candidato a reeleição, o atual ocupante do Buriti, Rodrigo Rollemberg (PSB). Durante da manifestação, Frejat prometeu refletir sobre eventual retomada à pré-candidatura. “Diante da manifestação, eu não vou tomar essa posição individualmente. Vou refletir sobre o assunto, pensar e me comunicar com os presidentes dos partidos [aliados] e do meu partido. Se não for nas condições que eu quero, não faço”. Posição essa que se retomada, na avaliação de alguns políticos,  pode destronar Rollemberg, ainda em primeiro turno.

No entanto

Frejat foi enfático ao ponderar que só deve voltar atrás, caso a legenda aceite os termos que deve apresentar. “Se vocês acreditam em mim durante todo esse meu trabalho, então me darão este tempo para que eu, refletindo, possa levar amanhã [minhas condições] à discussão, para que os partidos digam como é que eu devo proceder. Se aceitarem, volto atrás.”, disse.

Com informações de Metrópoles

O post Frejat critica divisores das vias de ‘resgate de Brasília’ e promete repensar retomada à pré-candidatura ao GDF apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
“Devo deixar o partido, mas não sem um gosto amargo na boca”, afirma Rômulo Neves sobre apoio de Rede ao Rollemberg http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/18/devo-deixar-o-partido-mas-nao-sem-um-gosto-amargo-na-boca-afirma-romulo-neves-sobre-apoio-de-rede-ao-rollemberg/ Thu, 19 Jul 2018 02:01:17 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25192 “Devo deixar o partido, mas não sem um gosto amargo na boca”, afirma Rômulo Neves sobre apoio de Rede ao Rollemberg

Diplomata falou ainda sobre desistência à corrida pelo governo de Jofran Frejat Por Kleber Karpov Do Oriente Médio, em  Islamabad, capital do Paquistão, o ex-chefe de gabinete, Rômulo Neves utilizou a rede social Facebook, para se manifestar sobre a desistência da candidatura de Frejat em relação ao que chamou de “modus operandi da política de […]

O post “Devo deixar o partido, mas não sem um gosto amargo na boca”, afirma Rômulo Neves sobre apoio de Rede ao Rollemberg apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
“Devo deixar o partido, mas não sem um gosto amargo na boca”, afirma Rômulo Neves sobre apoio de Rede ao Rollemberg

Diplomata falou ainda sobre desistência à corrida pelo governo de Jofran Frejat

Por Kleber Karpov

Do Oriente Médio, em  Islamabad, capital do Paquistão, o ex-chefe de gabinete, Rômulo Neves utilizou a rede social Facebook, para se manifestar sobre a desistência da candidatura de Frejat em relação ao que chamou de “modus operandi da política de Brasília”, além do apoio do partido Rede Sustentabilidade (REDE) à tentativa de reeleição do governador do DF, Rodrigo Rollemberg.

Neves comentou sobre ter afirmado ao próprio ex-pré-candidato ao GDF, Jofran Frejat (PR) que o nome do postulante era o melhor entre os concorrentes em questão. E que declinou convite para atuar na campanha, “pelo mesmo motivo que aparentemente, o levou a desistir da candidatura”.

Filiado ao REDE, Neves também apontou a decepção de a legenda apoiar a tentativa de reeleição de Rollemberg e afirmou que deve deixar o partido com gosto amargo na boca. “Mas a máquina pesa e está aí o partido a que me filiei nas barbas do Governo.”, lamentou.

O Frejat desistiu da candidatura a Governador do DF. Mesmo como favorito, alegou sofrer muita pressão, provavelmente…

Posted by Rômulo Neves on Wednesday, July 18, 2018

O post “Devo deixar o partido, mas não sem um gosto amargo na boca”, afirma Rômulo Neves sobre apoio de Rede ao Rollemberg apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Comissão prepara proposta para simplificação do funcionamento da Administração Pública http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/18/comissao-prepara-proposta-para-simplificacao-do-funcionamento-da-administracao-publica/ Wed, 18 Jul 2018 04:04:56 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25189 Comissão prepara proposta para simplificação do funcionamento da Administração Pública

Por Edgar Lisboa A Comissão Especial de Direito Administrativo que prepara uma proposta de simplificação da legislação atinente ao funcionamento da Administração Pública, realizou, nesta terça-feira (17) sua segunda reunião, antes do recesso parlamentar, na Comissão de Trabalho, de Administração e de Serviço Público da Câmara dos Deputados. O presidente do colegiado, professor Márcio Commarosano, […]

O post Comissão prepara proposta para simplificação do funcionamento da Administração Pública apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Comissão prepara proposta para simplificação do funcionamento da Administração Pública

Por Edgar Lisboa

A Comissão Especial de Direito Administrativo que prepara uma proposta de simplificação da legislação atinente ao funcionamento da Administração Pública, realizou, nesta terça-feira (17) sua segunda reunião, antes do recesso parlamentar, na Comissão de Trabalho, de Administração e de Serviço Público da Câmara dos Deputados. O presidente do colegiado, professor Márcio Commarosano, apresentou os demais membros da comissão especial que participaram da reunião ao deputado Ronaldo Nogueira e equipe técnica da CTASP.

Após relatar as qualificações de cada um dos integrantes do colegiado, responsáveis por preparar a proposta para que o Poder Legislativo adote uma política de simplificação de forma permanente da legislação atinente ao funcionamento da Administração Pública, destacou a necessidade e a importância de buscar esta simplificação .Segundo o professor, “é um esforço de preparar uma proposta de consolidação dessa legislação; um levantamento do que está em vigor, e procurar traduzir em um só diploma legislativo as normas para eliminar, tanto quanto possível, a insegurança jurídica que é provocada pela existência de Leis esparsas tratando de um mesmo tema”.

O deputado Ronaldo Nogueira (PTB-RS), presidente da Comissão de Trabalho da Câmara destacou a importância e a qualificação do grupo e agradeceu a contribuição de cada um dos membros do colegiado que vem trazer sua valiosa contribuição ao projeto.

Integrantes da Comissão

Compõem a Comissão especial os seguintes juristas: Marcio Cammarosano, Presidente; II –Fabrício Motta, Vice-Presidente; III – Hélio Mileski, Secretário Geral; IV – Juscimar Ribeiro, Segundo Secretário; V – Augusto Dal Pozzo, Daniel Ferreira, Edgar Guimarães, José dos Santos Carvalho Filho, Marçal Justen Filho, Maria Sylvia Zanella Di Pietro, Paulo Modesto, Rafael Maffini, Rodrigo Valgas dos Santos, Sara Campos e Sergio de Andréa Ferra, Membros Efetivos.

Estiveram presentes, Helio Mileski, Sarah Campos, Marcio Cammarosano (presidente); deputado Ronaldo Nogueira, presidente da Comissão do Trabalho da Câmara (centro); Fredo Ebling Júnior, Secretário Executivo da Comissão de Trabalho da Câmara; Paulo Modesto, Daniel Ferreira e Rodrigo Valga dos Santos. Participou da reunião também a advogada Daniela Martins.

A Comissão Especial de Direito Administrativo realizará reuniões mensais discutindo a evolução da proposta e depois de120 dias apresentará a proposta da simplificação da legislação da administração pública a Comissão de Trabalho, de Administração e de Serviço Público da Câmara dos Deputados onde será discutida e após votação irá à plenário.

O post Comissão prepara proposta para simplificação do funcionamento da Administração Pública apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Após recorrer ao TJDFT sindicato consegue acordo e reverte parte das remoções de técnicos em Enfermagem do IHBDF http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/17/apos-recorrer-ao-tjdft-sindicato-consegue-acordo-e-reverte-parte-das-remocoes-de-tecnicos-em-enfermagem-do-ihbdf/ Wed, 18 Jul 2018 00:35:24 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25174 Após recorrer ao TJDFT sindicato consegue acordo e reverte parte das remoções de técnicos em Enfermagem do IHBDF

Em acordo extra-judicial, gestão acolhe pedido de sindicato de reverter remoções de parte dos servidores da SES-DF lotados originalmente no HBDF Por Kleber Karpov Após diversas manifestações o Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (SINDATE-DF) acionou o Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT), que cobrou Explicações aos gestores do Instituto […]

O post Após recorrer ao TJDFT sindicato consegue acordo e reverte parte das remoções de técnicos em Enfermagem do IHBDF apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Após recorrer ao TJDFT sindicato consegue acordo e reverte parte das remoções de técnicos em Enfermagem do IHBDF

Em acordo extra-judicial, gestão acolhe pedido de sindicato de reverter remoções de parte dos servidores da SES-DF lotados originalmente no HBDF

Por Kleber Karpov

Após diversas manifestações o Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (SINDATE-DF) acionou o Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT), que cobrou

Explicações aos gestores do Instituto Hospital de Base do DF (IHBDF), contra as devoluções impositivas de servidores à Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF). Após a investida, a direção do SINDATE-DF conseguiu garantir, por meio de acordo com a gestão, o retorno de parte dos profissionais de saúde para o hospital.

A informação foi postada pelo vice-presidente, licenciado, do SINDATE-DF, Jorge Vianna, na rede social, Facebook, na noite desta terça-feira (17/Jun). Nele o sindicalista, atualmente, pré-candidato a deputado distrital, observar que “só na pressão”, ao informar que uma lista com os nomes deve ser publicado no website da entidade.

Sindate-DF consegue retornar técnicos em enfermagem para IHBDF. Lista deve sair na matéria do Sindate. Só na pressão mesmo..

Posted by Jorge Vianna on Tuesday, July 17, 2018

Ao Política Distrital (PD), Vianna explicou que nem todos os servidores retornaram, de imediato pois há, por exemplo, “casos de servidores que  após serem retirados não querem mais voltar”. Segundo o sindicalista, “o Sindate vai continuar atuando para garantir o retorno de todos os servidores que tiverem o interesse em retornar ao Instituto Hospital de Base.”, afirmou.

TJDFT

Após ingressar com ação junto ao TJDFT, em 11 de julho o TJDFT, estabeleceu um prazo de 72 horas para que o GDF e o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), se manifestassem em relação ao processo, caso tivessem interesse.

Vale lembrar que a demanda, no que tange ao MPDFT, é de competência do promotor Jairo Bisol. Definição essa estabelecida após impasse junto ao MP, sobre a responsabilidade na Procuradoria da Saúde do órgão de controle, para tratar de demandas relativas ao IHBDF

 

Listagem

Até a publicação da matéria o sindicato a listagem dos servidores que devem retornar ao IHBDF ainda não estava disponibilizada.

Atualização: 17/7/18 às 23h51

 

O post Após recorrer ao TJDFT sindicato consegue acordo e reverte parte das remoções de técnicos em Enfermagem do IHBDF apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
TJDFT suspende lei de participação de organização da sociedade civil na gestão e fiscalização de políticas públicas http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/17/tjdft-suspende-lei-de-participacao-de-organizacao-da-sociedade-civil-na-gestao-e-fiscalizacao-de-politicas-publicas/ Tue, 17 Jul 2018 23:40:47 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25171 TJDFT suspende lei de participação de organização da sociedade civil na gestão e fiscalização de políticas públicas

O Conselho Especial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, em decisão liminar, proferida em dezessete de julho, por unanimidade, suspendeu a eficácia da Lei Distrital 6.116/2018, de autoria do deputado Joe Vale, que trata da participação de organização da sociedade civil na gestão e fiscalização de recursos destinados para execução de políticas […]

O post TJDFT suspende lei de participação de organização da sociedade civil na gestão e fiscalização de políticas públicas apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
TJDFT suspende lei de participação de organização da sociedade civil na gestão e fiscalização de políticas públicas

O Conselho Especial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, em decisão liminar, proferida em dezessete de julho, por unanimidade, suspendeu a eficácia da Lei Distrital 6.116/2018, de autoria do deputado Joe Vale, que trata da participação de organização da sociedade civil na gestão e fiscalização de recursos destinados para execução de políticas públicas no Distrito Federal.

A ação direta de inconstitucionalidade(ADI) foi ajuizada pelo Governador do DF, que argumentou a incidência de vício de inconstitucionalidade formal, em razão da violação de sua  competência exclusiva para propor leis que disponham sobre a organização da Administração Pública do DF, pois a lei questionada determina a criação de organização da sociedade civil com autonomia administrativa e financeira.

A Câmara Legislativa do Distrito Federal se manifestou em defesa da constitucionalidade da lei. O Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), por sua vez, pugnou pela suspensão cautelar da norma, bem como pela declaração de sua inconstitucionalidade.

Os desembargadores entenderam que estavam presentes os requisitos para a concessão da liminar e decidiram pela suspensão da eficácia da lei, até o julgamento do mérito da ADI.

Informações de TJDFT

O post TJDFT suspende lei de participação de organização da sociedade civil na gestão e fiscalização de políticas públicas apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Decretada prisão temporária de cirurgião que operava em casa no Rio http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/17/decretada-prisao-temporaria-de-cirurgiao-que-operava-em-casa-no-rio/ Tue, 17 Jul 2018 23:11:03 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25160 Decretada prisão temporária de cirurgião que operava em casa no Rio

Procedimento estético resultou na morte de uma paciente Por Nielmar de Oliveira Com prisão temporária de 30 dias decretada, o médico Denis Barros Furtado já é considerado foragido da Justiça do Rio. Ele é acusado de ter feito procedimento estético na cobertura de um apartamento na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade, no último sábado (14), que resultou […]

O post Decretada prisão temporária de cirurgião que operava em casa no Rio apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Decretada prisão temporária de cirurgião que operava em casa no Rio

Procedimento estético resultou na morte de uma paciente

Por Nielmar de Oliveira

Com prisão temporária de 30 dias decretada, o médico Denis Barros Furtado já é considerado foragido da Justiça do Rio. Ele é acusado de ter feito procedimento estético na cobertura de um apartamento na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade, no último sábado (14), que resultou na morte da paciente Lilian de Lima Jamberci, de 46 anos.

A prisão foi decretada pelo juiz Paulo Cesar Vieira de Carvalho Filho, da 1ª Vara Criminal da Capital, que também decretou a prisão temporária de Maria de Fátima Furtado, mãe de Denis. Ambos estão foragidos.

O juiz negou, no entanto, os pedidos de prisão temporária para Rosilane Pereira da Silva, empregada doméstica do médico, e a namorada dele, Renata Fernandes, que trabalhava como secretária, e participaram do procedimento. Renata está detida na 16ª Delegacia Policial.

Na decisão, o magistrado destacou que os depoimentos de testemunhas e as provas apresentadas até agora no inquérito são suficientes para decretar as prisões do médico e da mãe dele.

“Observa-se a necessidade inafastável da custódia cautelar, pelo prazo de 30 dias, vez que imprescindível para as diligências do inquérito policial, posto que a liberdade do indiciado compromete sobremodo a regular colheita da prova, além de configurar induvidoso risco de fuga”, disse o juiz. Os quatro foram indiciados por homicídio doloso qualificado e associação criminosa.

O crime ocorreu na noite do último dia 14. Lilian veio de Cuiabá para um procedimento de preenchimento do glúteo a ser feito por Denis Furtado. Durante o procedimento, feito no apartamento do médico na Barra da Tijuca, a paciente passou mal. Ela foi levada pelo médico para o Hospital Barra D’Or, no mesmo bairro, onde morreu na madrugada de domingo (15).

O comunicado do Poder Judiciário ressalta, ainda, que, de acordo com o inquérito, após a confirmação da morte de Lilian, um policial civil foi a um shopping na região para localizar Denis. Ele fugiu de carro assim que o policial se identificou. O documento também diz que a mãe, Maria de Fátima, teve o registro cassado de médica e é dona da clínica onde Denis atendia.

Conhecido como Dr. Bumbum, Furtado tem mais de 650 mil seguidores em rede social.

O médico já tem passagem pela polícia e responde a mais de dez inquéritos, um dos quais por assassinato, porte de armas e ameaça.

A polícia apreendeu o veículo em que o médico e a namorada prestaram os primeiros socorros a paciente. Também foi apreendido um segundo veículo onde foram encontrados os medicamentos que teriam sido usados no procedimento.

Em seu site, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) lamentou a morte da paciente e afirmou que Denis Barros Furtado não tem formação em cirurgia plástica e realizou o procedimento em sua residência, o que é proibido.

A SBCP disponibiliza em seu site, Facebook, e-mail ou telefone, uma consulta para saber se o médico é ou não credenciado para fazer uma cirurgia plástica.

Hospital

Em nota, o Hospital Barra D’Or informou que a bancária Lilian de Lima Jamberci deu entrada na emergência do hospital no último sábado (14), às 23h, em quadro extremamente grave, não responsivo às manobras de recuperação e morreu à 01h, da madrugada do dia 15. Segundo o hospital, o caso foi informado às autoridades e está sob apuração nas devidas instâncias.

*Texto ampliado às 18h10 para incluir posicionamento do Hospital Barra D’Or

Fonte: Agência Brasil

O post Decretada prisão temporária de cirurgião que operava em casa no Rio apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Ministério reforça ações de combate às fake news sobre vacinas http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/17/ministerio-reforca-acoes-de-combate-as-fake-news-sobre-vacinas/ Tue, 17 Jul 2018 22:52:41 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25157 Ministério reforça ações de combate às fake news sobre vacinas

Por Paula Laboissière Em meio à baixa cobertura vacinal e pelo menos dois surtos de sarampo no país, o governo federal reforça ações de comunicação para combater as chamadas fake news relacionadas à imunização. A estratégia do Ministério da Saúde, da Secretaria de Comunicação da Presidência da República e outros órgãos visa a minimizar os prejuízos causados à […]

O post Ministério reforça ações de combate às fake news sobre vacinas apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Ministério reforça ações de combate às fake news sobre vacinas

Por Paula Laboissière

Em meio à baixa cobertura vacinal e pelo menos dois surtos de sarampo no país, o governo federal reforça ações de comunicação para combater as chamadas fake news relacionadas à imunização. A estratégia do Ministério da Saúde, da Secretaria de Comunicação da Presidência da República e outros órgãos visa a minimizar os prejuízos causados à população pelo compartilhamento de informações equivocadas sobre efeitos das vacinas.

Por meio de nota, a pasta informou que conta com uma equipe de monitoramento responsável por analisar as principais notícias de saúde no meio digital, tanto em portais de notícias quanto nas redes sociais. Em 2017, foram recebidos mais de 2,2 mil alertas. Este ano, até o momento, foram mais de mil.

Post do Ministério da Saúde no Facebook em que desmente a existência do subtipo H2N3 do vírus influenza no Brasil – Ministério da Saúde

“Todos eles são analisados pela assessoria de comunicação e, caso necessário, é realizada uma intervenção ativa para esclarecer o posicionamento do Ministério da Saúde”, informou a pasta, por meio de nota.

De acordo com o ministério, uma publicação esclarecendo que não existe o subtipo H2N3 do vírus influenza no Brasil – boato que circulou nas redes sociais e grupos de aplicativos de mensagens no início do mês de abril – registrou 22.030 compartilhamentos, 1.580 comentários, 11.890 reações (curtidas e afins) e alcançou 2,2 milhões de pessoas, na página oficial da pasta no Facebook.

Sarampo e pólio

Entre os dias 6 e 31 de agosto, o ministério promove a Campanha Nacional de Seguimento contra o Sarampo e a Poliomielite. O foco da vacinação são crianças com idade entre 1 e 5 anos incompletos.

Fonte: Agência Brasil

O post Ministério reforça ações de combate às fake news sobre vacinas apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
PR perde protagonismo com anúncio de desistência de Frejat à corrida ao Buriti http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/17/pr-perde-protagonismo-com-anuncio-de-desistencia-de-frejat-a-corrida-ao-buriti/ Tue, 17 Jul 2018 21:19:10 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25154 PR perde protagonismo com anúncio de desistência de Frejat à corrida ao Buriti

Com 25% das intenções de voto na última pesquisa anunciada, desistência de Frejat atinge, em efeito cascata, prés-candidatos proporcionais, mas pode alavancar vitória em primeiro, turno caso reconsidere disputa Por Kleber Karpov Nesta manhã desta terça-feira (17/Jul), o pré-candidato Jofran Frejat (PR) anunciou a desistência na corrida de disputa para o cargo de governador do […]

O post PR perde protagonismo com anúncio de desistência de Frejat à corrida ao Buriti apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
PR perde protagonismo com anúncio de desistência de Frejat à corrida ao Buriti

Com 25% das intenções de voto na última pesquisa anunciada, desistência de Frejat atinge, em efeito cascata, prés-candidatos proporcionais, mas pode alavancar vitória em primeiro, turno caso reconsidere disputa

Por Kleber Karpov

Nesta manhã desta terça-feira (17/Jul), o pré-candidato Jofran Frejat (PR) anunciou a desistência na corrida de disputa para o cargo de governador do DF. O motivo, a pressão interna para influenciar, ou impor, indicações de nomes para compor a chapa e eventual equipe do governo.

Com a desistência de Frejat, que não abriu mão à possibilidade de criar um ‘balcão de negócios’ disfarçado de governo, o tabuleiro político das candidaturas majoritárias e proporcionais internas e de outras legendas são afetadas, em cheio.

Nas majoritárias, Alberto Fraga (DEM), pré-candidato a senador em coligação com o PR, anunciou pretensão de surfar para a disputa para governador. O mesmo caminho seguiu Rogério Rosso (PSD), embora, em reunião com Frejat, o psedebista apresentou contra proposta à Frejat que seja cabeça de chapa ao governo pela legenda.

Nas prés-candidaturas proporcionais, por sua vez, nomes que contavam com o recall do PR, porém, sobretudo o de Frejat, podem ter graves efeitos colaterais, nas respectivas campanhas.

No atual cenário, duas coisas podem se dar como certas. Enquanto a executiva nacional do PR permitiu que alguns membros do Partido tentassem, ‘comer pelas beiradas’, para compor uma nominata com ‘interesses escusos’, a legenda jogou por terra, o único projeto político consolidado para um governo de estado.

Por outro lado, caso, Frejat seja convencido a sair candidato ao governo, por outra composição, mesmo que na legenda (PR), a imposição de uma chapa ‘sem vícios’ e ratificação que a gestão não deve ser um “balcão de negócios”, a tentativa de ‘assepsia’ do meio político pode dar ao médico, vitória em primeiro turno. Nesse caso, o desafio será compor nomes 100% limpos.

Errata:
Atualização para correção do último parágrafo. Onde constava:por outra legenda (PR), foi corrigido para: por outra composição, mesmo que na legenda.

Atualização: 17/7/18 às 23h12

O post PR perde protagonismo com anúncio de desistência de Frejat à corrida ao Buriti apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Eleições 2018: Prazo para eleitor pedir voto em trânsito começa nesta terça-feira http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/17/eleicoes-2018-prazo-para-eleitor-pedir-voto-em-transito-comeca-nesta-terca-feira/ Tue, 17 Jul 2018 07:18:17 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25151 Eleições 2018: Prazo para eleitor pedir voto em trânsito começa nesta terça-feira

Por Sumaia Vilela Começa nesta terça-feira (17) o prazo para que o eleitor peça à Justiça Eleitoral para votar em trânsito, quando o cidadão não está na cidade onde vota e pode participar da eleição por meio de urnas especiais instaladas nas capitais e nos municípios com mais de 100 mil habitantes. Existem limites para […]

O post Eleições 2018: Prazo para eleitor pedir voto em trânsito começa nesta terça-feira apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Eleições 2018: Prazo para eleitor pedir voto em trânsito começa nesta terça-feira

Por Sumaia Vilela

Começa nesta terça-feira (17) o prazo para que o eleitor peça à Justiça Eleitoral para votar em trânsito, quando o cidadão não está na cidade onde vota e pode participar da eleição por meio de urnas especiais instaladas nas capitais e nos municípios com mais de 100 mil habitantes.

Existem limites para exercer este direito. As pessoas que estão fora do estado onde votam podem escolher apenas o presidente da República. A mesma coisa com quem mora no exterior, mas estiver no Brasil, no dia da votação.

Já quem está em outra cidade, mas no mesmo estado, pode votar para presidente, governador, senador, deputado federal, deputado estadual ou distrital. Não será permitido o voto em trânsito em urnas instaladas no exterior.

Para votar em trânsito, o eleitor precisa pedir autorização, pessoalmente, em qualquer cartório eleitoral ou posto de atendimento eleitoral do país e indicar o local onde pretender votar.

A permissão é dada somente a eleitores com situação regular no cadastro. O prazo para fazer a solicitação vai até o dia 23 de agosto.

A lista de locais disponíveis é publicada na página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet, em tse.jus.br e será atualizada até o dia 23.

Fonte: Rádio Agência Nacional

O post Eleições 2018: Prazo para eleitor pedir voto em trânsito começa nesta terça-feira apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/17/governo-antecipa-primeira-parcela-do-13o-de-aposentados-e-pensionistas/ Tue, 17 Jul 2018 06:54:26 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25148 Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas

A parcela será paga em agosto junto com o benefício do mês Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) receberão a primeira parte do 13º salário junto com a remuneração de agosto. A primeira parcela do abono anual corresponderá a até 50% do valor do benefício. O decreto autorizando a antecipação foi assinado hoje […]

O post Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas

A parcela será paga em agosto junto com o benefício do mês

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) receberão a primeira parte do 13º salário junto com a remuneração de agosto. A primeira parcela do abono anual corresponderá a até 50% do valor do benefício.

O decreto autorizando a antecipação foi assinado hoje (16) pelo presidente Michel Temer, mas ainda não foi publicado no Diário Oficial da União. A medida deve injetar R$ 21 bilhões na economia do país e movimentar o comércio e outros setores.

Como determina a legislação, não haverá desconto de Imposto de Renda na primeira parcela paga a aposentados e pensionistas do INSS. O imposto sobre o valor somente pode ser cobrado na segunda parcela da gratificação natalina, a ser paga junto com a remuneração de novembro.

Desde 2006, o governo antecipa a primeira parcela do 13º salário dos aposentados e pensionistas na folha de agosto.

Somente em 2015, o pagamento foi adiado para setembro, por causa do ritmo fraco da economia e da queda da arrecadação.

Fonte: Agência Brasil

O post Governo antecipa primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Suspensa resolução da ANS sobre coparticipação em planos de saúde http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/17/suspensa-resolucao-da-ans-sobre-coparticipacao-em-planos-de-saude/ Tue, 17 Jul 2018 06:35:58 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25144 Suspensa resolução da ANS sobre coparticipação em planos de saúde

A decisão é da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, suspendeu temporariamente hoje (16) a Resolução Normativa 433, de 28 de junho de 2018, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) da Agência Nacional de Saúde (ANS) que “propõe-se a regulamentar, a utilização de mecanismos financeiros […]

O post Suspensa resolução da ANS sobre coparticipação em planos de saúde apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Suspensa resolução da ANS sobre coparticipação em planos de saúde

A decisão é da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, suspendeu temporariamente hoje (16) a Resolução Normativa 433, de 28 de junho de 2018, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) da Agência Nacional de Saúde (ANS) que “propõe-se a regulamentar, a utilização de mecanismos financeiros de regulação no âmbito dos planos privados de assistência à saúde, a exemplo de franquia e coparticipação”.

De acordo com a decisão, da presidente do STF, ao deferir a medida cautelar do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), ajuizada no último dia 13 de julho, a resolução fica suspensa até o exame feito pelo ministro-relator, Celso de Mello, ou pelo plenário da Corte. A resolução da ANS, publicada em junho, diz que os pacientes de planos deverão pagar até 40% no caso de haver cobrança de franquia e coparticipação sobre o valor de cada procedimento médico realizado.

“A referida resolução foi muito além e desfigurou o marco legal de proteção do consumidor no país”, ‘tendo usurpado’, “da competência do Poder Executivo (e também do Poder Legislativo) por parte da Agência Nacional de Saúde Suplementar, que arvorou-se a regulamentar matéria – mecanismos de regulação financeira (franquia e coparticipação) – sem a devida competência para tanto e, ainda, sem o devido processo legislativo”, diz a OAB na ação.

Nota da ANS

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por meio de nota, informou que ainda “não foi notificada oficialmente da propositura da ação, tampouco da decisão do Supremo Tribunal Federal de suspender a Resolução Normativa nº 433, relativa às regras de coparticipação e franquia.”

A Agência destaca, no entanto, “que editou a norma observando rigorosamente o rito para edição de ato administrativo normativo, especialmente quanto à oportunidade de participação da sociedade. Além disso, a norma foi analisada pela Advocacia-Geral da União sem que tenha sido identificada qualquer ilegalidade ou inconstitucionalidade”.

Fonte: Agência Brasil

O post Suspensa resolução da ANS sobre coparticipação em planos de saúde apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
A velha “nova política” da semântica http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/17/a-velha-nova-politica-da-semantica/ Tue, 17 Jul 2018 06:00:01 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25142 A velha “nova política” da semântica

Por Carlos Fernando A três meses da eleição, finalmente o governador do Distrito Federal começou a deixar evidente do que se trata sua tão anunciada “nova política”: ressignificar modelos de gestão. Vou exemplificar. Primeiro, usaram a palavra “instituto” para começar o que, na verdade, é uma “terceirização” dos serviços no Hospital de Base. Agora, em […]

O post A velha “nova política” da semântica apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
A velha “nova política” da semântica

Por Carlos Fernando

A três meses da eleição, finalmente o governador do Distrito Federal começou a deixar evidente do que se trata sua tão anunciada “nova política”: ressignificar modelos de gestão. Vou exemplificar. Primeiro, usaram a palavra “instituto” para começar o que, na verdade, é uma “terceirização” dos serviços no Hospital de Base. Agora, em vez de “expulsão”, eles usaram o termo “remoção” para “devolver” à Secretaria de Saúde os servidores do instituto. Ou seja, no fim das contas, o significado da expressão “nova política de Rollemberg” pode ser compreendido também como “semântica”.

A princípio, pode até parecer complexo. Mas, na prática, a semântica política de Rollemberg é nada mais do que papo furado de quem não fez o que devia na hora certa. E, agora, em vez de assumir os erros, resolve colocar em cartaz a peça de teatro “Estamos Atendendo ao Interesse Público e às Necessidades de Saúde da População”. Não estão mesmo. E nem pretendem fazer isso. Na verdade, é o oposto. E é justamente por isso que a semântica é necessária: para não revelar a verdadeira face das intenções.

O Instituto Hospital de Base (IHBDF), como o SindMédico-DF sempre afirmou, é, na verdade, uma artimanha deste governo para terceirizar e não se responsabilizar pelo futuro do mais importante hospital do DF. E, vale ressaltar, não apenas terceirizar como quarteirizar, já que as empresas contratadas certamente solicitarão outras para tentar suprir a demanda. Uma demanda que aumenta a cada dia, especialmente com a interrupção de serviços, como as consultas oncológicas, como aconteceu em abril.

E enquanto Rollemberg e o secretário de saúde, Humberto Fonseca, brincam de gestão, a principal prejudicada é a população. A expulsão de profissionais experientes, que querem continuar no Instituto Hospital de Base, vai diminuir a qualidade do atendimento e as remoções nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) – outra surpresa do GDF esta semana – torna ainda mais precário o serviço da assistência primária à saúde: é o que eles querem.

Mas, a semântica da “nova política” de Rollemberg não vai vencer. O que nós queremos, tanto os servidores públicos quanto a população, é o SUS-DF reerguido, pronto para atender a todos com dignidade. E a nossa vontade, em outubro, vai vencer toda e qualquer tentativa de tirarem de nós o que é direito. Não nos renderemos aos desmandos deste governo. Porque sabemos que, mais adiante, um novo DF começará. Sem semânticas. Vamos nós, também, usar da “ressignificação” para nos dar outra chance: a chance de vencer velhas “novas políticas”.

Carlos Fernando é presidente interino do SindMédico-DF

O post A velha “nova política” da semântica apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Nesta sexta (13) tem Arraiá Clube da Saúde 192 http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/13/nesta-sexta-13-tem-arraia-clube-da-saude-192/ Fri, 13 Jul 2018 06:22:48 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25135 Nesta sexta (13) tem Arraiá Clube da Saúde 192

O tradicional Arraiá Clube da Saúde 192 será realizado nesta sexta-feira (13/Jul), à partir das 20 horas, no Clube da Saúde e conta, além de barracas de comidas típicas, quadrilhas e food trucks, com atrações especiais. A dupla sertaneja Johnny e Rahonny além da banda Squema Seis devem animar a principal festa junina dos profissionais […]

O post Nesta sexta (13) tem Arraiá Clube da Saúde 192 apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Nesta sexta (13) tem Arraiá Clube da Saúde 192

O tradicional Arraiá Clube da Saúde 192 será realizado nesta sexta-feira (13/Jul), à partir das 20 horas, no Clube da Saúde e conta, além de barracas de comidas típicas, quadrilhas e food trucks, com atrações especiais.

A dupla sertaneja Johnny e Rahonny além da banda Squema Seis devem animar a principal festa junina dos profissionais de Saúde do DF.

O post Nesta sexta (13) tem Arraiá Clube da Saúde 192 apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
A teoria já foi editada e revisada, mas quando a SES vai finalmente colocar o dimensionamento em prática? http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/13/a-teoria-ja-foi-editada-e-revisada-mas-quando-a-ses-vai-finalmente-colocar-o-dimensionamento-em-pratica/ Fri, 13 Jul 2018 05:05:09 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25131 A teoria já foi editada e revisada, mas quando a SES vai finalmente colocar o dimensionamento em prática?

Por Flávia Gondim Em 2011 um grupo multiprofissional da Secretaria de Saúde do DF (SES-DF), em parceria com servidores do Ministério da Saúde (MS), iniciou um trabalho pioneiro no campo de recursos humanos: fazer o dimensionamento da força de trabalho da SES-DF. Fruto do esforço, em 2013 a equipe ganhou o Prêmio INOVASUS com o […]

O post A teoria já foi editada e revisada, mas quando a SES vai finalmente colocar o dimensionamento em prática? apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
A teoria já foi editada e revisada, mas quando a SES vai finalmente colocar o dimensionamento em prática?

Por Flávia Gondim

Em 2011 um grupo multiprofissional da Secretaria de Saúde do DF (SES-DF), em parceria com servidores do Ministério da Saúde (MS), iniciou um trabalho pioneiro no campo de recursos humanos: fazer o dimensionamento da força de trabalho da SES-DF. Fruto do esforço, em 2013 a equipe ganhou o Prêmio INOVASUS com o Dimensionamento da Força de Trabalho da Região Sudoeste, composta pelas cidades satélites de Taguatinga, Samambaia e Recanto das Emas. E o que já aparentava ser muito era apenas o começo.

Verificou-se que a metodologia poderia ser aplicada aos diversos serviços da Rede SES, bastando analisar suas especificidades, conhecer melhor o contexto de cada um, podendo, inclusive, evoluir para um sistema informatizado que, interligado ao TrakCare (onde se registra as escalas de serviço), ao SIGRH (onde se registra a vida funcional do servidor e sua lotação) e ao Forponto (que controla a frequência), pudesse informar, em tempo real, o déficit ou excedente em cada unidade de saúde.

Em 2015, o então “Manual de Parâmetros para Dimensionamento da Força de Trabalho” foi publicado para ser uma receita de bolo. Com base em seus estudos e informações seria possível avaliar se cada unidade dispunha da força de trabalho mínima necessária para o melhor atendimento à população. Mas essa, sem dúvida, era a parte mais fácil do serviço.

A alocação de mão de obra onde realmente se faz necessária, o remanejamento de servidores entre unidades (quando excedentes em determinada especialidade), a ampliação de jornada para servidores de serviços estratégicos e, ainda, a realização de horas extras onde efetivamente se fizessem necessárias, esse sim era o real desafio encontrado pela gestão à época, e, creio, existente até hoje.

Passados praticamente 2 anos da publicação do referido manual, em 2017 a Secretaria de Saúde (SES) constituiu um grupo de trabalho com a finalidade de revisá-lo. E, finalmente, a nova versão foi aprovada conforme a Portaria 683, publicada no DODF de 12/7/18. Um trabalho primoroso, bem editado e diagramado, no qual observa-se o cuidado e capricho daqueles que compuseram a equipe responsável.

Mas, depois de todo esse tempo, o que, o agora denominado “Manual de Parâmetros Mínimos da Força de Trabalho para Dimensionamento da Rede SES/DF” trouxe de inovações? Comparado ao trabalho de 2015, que, como mencionado no próprio documento, serviu de base para a versão atual, muito pouco, ou quase nada. Os cálculos e suas justificativas são praticamente os mesmos. O que parece óbvio, visto que não há necessidade de se “reinventar a roda” quando ela funciona muito bem para o que se propõe, não é?

Enfim, de nada adianta a edição de um Manual tão bem feito se a política de nomeação e lotação dos profissionais na SES-DF não obedece os parâmetros que ela mesmo estabelece. Afinal, um trabalho desse porte só alcança resultados se for bem aplicado. E para tanto devem ser seguidos alguns passos:

  1. Antes de se realizar qualquer contratação é necessário aplicar os parâmetros definidos no manual às unidades que hoje afirmam apresentar déficit de pessoal;
  2. Identificado o real déficit, deve ser avaliado se a concessão de ampliação de jornada (a popular 40 horas semanais) não é suficiente para solucionar o problema;
  3. Da mesma forma, ao se identificar a existência desvios de função, os mesmos precisam ser corrigidos. E se houver excedente de pessoal em alguma especialidade, idem;
  4. Só então, é possível definir o quantitativo de profissionais que deverão ser contratados para aquela unidade (sendo que quando admitidos devem efetivamente ser lotados no serviço em questão).

Escrito assim até parece simples, mas não é. E sem um sistema informatizado certamente não é fácil nem rápido. Mas é extremamente necessário. E justamente aí deve entrar o pulso firme do gestor de recursos humanos, uma equipe bem estruturada e comprometida e, principalmente, o empenho da alta gestão da SES-DF.

Ou seja, enquanto não houver interesse em se colocar em prática toda essa metodologia tão bem detalhada, e enquanto não houver vontade de se colocar os serviços de saúde para funcionar com a força de trabalho necessária, mais e mais versões de manuais e estudos serão desenvolvidos e editados, mas sem trazer nenhum resultado efetivo à população.

O Manual de Parâmetros Mínimos da Força de Trabalho para Dimensionamento da Rede SES/DF está disponível no sítio da Secretaria de Saúde

Flávia Cáritas Gondim é servidora da Secretaria de Saúde do DF, formada em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e pós graduada em Gestão Pública.

O post A teoria já foi editada e revisada, mas quando a SES vai finalmente colocar o dimensionamento em prática? apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Frejat lidera corrida eleitoral no DF com 25,4% das intenções de voto http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/12/frejat-lidera-corrida-eleitoral-no-df-com-254-das-intencoes-de-voto/ Fri, 13 Jul 2018 01:51:14 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25128 Frejat lidera corrida eleitoral no DF com 25,4% das intenções de voto

Pré-candidato ao Governo do Distrito Federal pelo Partido da República (PR), Jofran Frejat lidera a corrida eleitoral para o Palácio do Buriti, de acordo com levantamento do Paraná Pesquisas. Na aferição, registrada sob o número 00150/2018 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-secretário de Saúde reúne 25,4% das intenções de voto. O segundo maior índice […]

O post Frejat lidera corrida eleitoral no DF com 25,4% das intenções de voto apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Frejat lidera corrida eleitoral no DF com 25,4% das intenções de voto

Pré-candidato ao Governo do Distrito Federal pelo Partido da República (PR), Jofran Frejat lidera a corrida eleitoral para o Palácio do Buriti, de acordo com levantamento do Paraná Pesquisas. Na aferição, registrada sob o número 00150/2018 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-secretário de Saúde reúne 25,4% das intenções de voto.

O segundo maior índice é de eleitores que não votariam em qualquer um dos nomes sugeridos pela pesquisa: 22,6%.

Rodrigo Rollemberg (PSB) aparece com 11,5% das intenções de voto, seguido por Eliana Pedrosa (9,8%), Paulo Chagas (5,1%), Chico Leite (4,9%), Izalci Lucas (4,4%), Alexandre Guerra (3,2%), Joe Valle (2%), Alírio Neto (1,8%), Wanderley Tavares (1,6%), Fátima Souza (1,3%) e Júlio Miragaya (1,1%).

Confira:

A maior rejeição é atribuída a Rollemberg. Segundo a pesquisa, 69,6% dos entrevistados afirmaram que não votariam de jeito algum no atual governador.

Nesse aspecto, Eliana Pedrosa (Pros) pontua com 50,8% e Jofran Frejat (PR) não teria o voto de 43,1% dos entrevistados.

De acordo com o Paraná Pesquisas, foram ouvidos 1.540 eleitores brasilienses entre os dias 6 e 11 de julho. O nível de confiança é de 95% e a margem estimada de erro, 2,5%.

Veja:

Reprodução

 

O post Frejat lidera corrida eleitoral no DF com 25,4% das intenções de voto apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Rollemberg freia atendimento emergencial nos hospitais http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/12/rollemberg-freia-atendimento-emergencial-nos-hospitais/ Thu, 12 Jul 2018 04:06:22 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25125 Rollemberg freia atendimento emergencial nos hospitais

Medidas afetam ainda mais quem mora em Goiás e recorre ao DF Por Raphaella Sconetto Quem recorreu a algum pronto-socorro público recentemente deve ter notado mudanças. O governo adotou medidas sob a promessa de desafogar as emergências e fortalecer a atenção primária. Na prática, o modelo causa dúvidas e pacientes de baixa complexidade insistem em procurar […]

O post Rollemberg freia atendimento emergencial nos hospitais apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
Rollemberg freia atendimento emergencial nos hospitais

Medidas afetam ainda mais quem mora em Goiás e recorre ao DF

Por Raphaella Sconetto

Quem recorreu a algum pronto-socorro público recentemente deve ter notado mudanças. O governo adotou medidas sob a promessa de desafogar as emergências e fortalecer a atenção primária. Na prática, o modelo causa dúvidas e pacientes de baixa complexidade insistem em procurar o atendimento emergencial. Por outro lado, usuários reclamam que não conseguem consultas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). A situação afeta ainda mais quem mora em Goiás e tem o DF como referência. Esses pacientes só serão atendidos em casos graves e não são recebidos em UBSs do DF.

Instituída pela Portaria nº 386, que reorganiza os prontos-socorros, as emergências atendem agora somente casos considerados urgentes e emergentes. Aqueles apontados como de baixa complexidade – classificação de risco verde ou azul – devem ser encaminhados à unidade básica de saúde mais próxima da residência e ali serão atendidos. A estimativa da Secretaria de Saúde é de que 70% dos casos que chegavam às emergências eram classificados como verdes.

A dona de casa Elaine Cristina Pinto Castro, 19 anos, não conseguiu atendimento no Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib). O filho dela, Rafael Victor, de um ano, está com febre há dois dias. Ela suspeita que seja gripe. “Pediram para procurar o postinho, que casos de gripe podem esperar”, relata a mãe, revoltada.

Moradora do Riacho Fundo, ela alega que o posto da região não é eficaz. “Sei que se eu levar agora não vai resolver nada, pois precisa estar com consulta marcada. Para consultar, tem que esperar meses na filas para um médico atender lá”, afirma. “Não tenho plano de saúde, tenho que contar com a sorte da rede pública. É sempre difícil o atendimento, mesmo que seja uma gripe. A gente, como mãe, se preocupa com a saúde do filho. Aí tem que dar remédio por conta própria”, completa.

Buraco na cobertura

O impasse seria justamente este: a demora no atendimento nas UBSs. Conforme o JBr. mostrou no mês passado, o governo fechou 2017 com apenas metade das unidades básicas com a atenção primária (50,45%).

A pior situação era na área centro-norte da capital (7,67%), composta por Asa Norte, Cruzeiro e Lago Norte. Com segunda menor cobertura estava a região centro-sul, que compreende Candangolândia, Estrutural, Guará, Park Way, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo I e II, Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) e Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (SCIA).

Espera causa piora no quadro

Victor Calebe, de apenas oito meses, está com o corpo todo empolado. Os médicos não sabiam ainda o que causou a reação alérgica na pele, mas a demora no atendimento trouxe piora. Ainda na segunda-feira passada, o pai do bebê, Roni José Lima, 28 anos, foi ao Hospital Regional do Guará, mas não conseguiu atendimento. “Ele estava com poucas manchas. Aí falaram que teria de marcar consulta no posto de saúde para depois ser encaminhado ao hospital”, lembra.

Assim, eles retornaram para casa. Ontem, a criança amanheceu pior. Rosto, braços, peitoral e pernas estavam tomados pelas pintas vermelhas. “Disseram que ele é forte, porque era para estar pior, com febre. Se tivesse sido atendido ontem (segunda), poderia já estar bom”, compara Roni.

Responsabilidade

A dona de casa Nádia Maria Gomes da Silva, 40 anos, esteve ontem no Instituto Hospital de Base procurando atendimento para a filha Débora Vitória, 15 anos, que tem sentido dores no maxilar. Elas são de Lago Azul, município goiano que fica a 50 quilômetros da área central de Brasília. “Minha filha não está conseguindo comer nem falar direito. Não abre a boca por conta das dores”, explica Nádia.

Nádia mora no Lago Azul (GO) e o atendimento da filha foi negado no Base./Foto: Rayra Paiva Franco/Jornal de Brasília.

A mulher saiu de sua cidade para buscar atendimento, mas foi tempo – e gasolina – perdido. “Disseram que preciso de um encaminhamento no posto de saúde com um clínico na minha cidade. Só assim conseguiria atendimento. Lá tem um posto, mas só pedindo por misericórdia que ele pode melhorar. Como vamos fazer?”, questiona.

Nádia não soube das mudanças no atendimento das emergências da capital. “Sempre que vim para cá consegui consulta. Agora, é tentar outro hospital ou voltar para casa sem nada”, critica.

Versão Oficial

De acordo com o secretário de Saúde, Humberto Fonseca, a atual cobertura da atenção DF é de 66,6% – com 540 equipes espalhadas nas regiões administrativas. A expectativa é de que atinja 72% nos próximos meses com a contratação de 59 médicos, aumentando para 597 as equipes da família.

Em relação aos pacientes que vêm de Goiás à capital em busca de consultas, Fonseca alegou que cada município é responsável pela atenção primária de sua população. “O SUS não pode negar atendimento emergencial a ninguém. Só que o acesso aos serviços eletivos tem que ser feito via atenção primária. Quem é de Goiás tem acesso ao DF por meio do tratamento fora do domicílio ou por convênio. Mas quem procurar uma unidade básica de saúde do DF será ouvido e classificado, mas encaminhado para a unidade mais próxima da residência”, esclarece. “A responsabilidade é do município. Eles recebem recursos para isso e precisam fazer parte da atenção primária também”, acrescenta.

O secretário defende o modelo. “Era assim há duas décadas, mas funcionava de forma desorganizada. Cada posto de saúde adotava o modelo que preferia e isso gerou uma multiplicidade nos atendimentos. Agora, convertemos a atenção primária para estratégia de atenção à família. Sistemas universais usam método semelhante”, argumenta.

A Saúde da Família funciona, então, de maneira territorializada, conforme Fonseca. “Cada equipe, composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes da comunidade, atendem 3.750 pessoas. Eles acompanham pré-natal, crescimento da criança, acompanhamento do diabético, do hipertenso, saúde do idoso, da mulher e alguns casos de saúde mental”, elenca.

“Mas, mais do que isso, também existem as demandas espontâneas, aqueles problemas de menor complexidade, mas que são agudos. As unidades básicas têm espaço nas agendas para que busquem atendimento ali e não nos hospitais. Os hospitais têm vocação para atender aquilo que é grave. Estamos organizando a rede para melhorar o atendimento”, finaliza.

Saiba Mais

As Unidades Básicas de Saúde funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Aos sábados, 7h às 12h. Quem procurar atendimento fora desses horários pode ir a um pronto-socorro ou Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Classificação de Risco

Os atendimentos das emergências da Secretaria de Saúde do DF são preconizados pelo Protocolo de Manchester. Entenda as cores:
Vermelha – Emergência – Risco de perder a vida – Atendimento imediato.
Laranja – Muito urgente – Risco de perda de função de órgãos – Atendimento em até 10 minutos.
Amarelo – Urgente – Condição que pode se agravar sem atendimento – Atendimento em até 60 minutos.
Verde – Pouco urgente – Baixo risco de agravo à saúde – Atendimento em até 120 minutos.
Azul – Não urgente – Sem risco. Encaminhamento à Unidade de Saúde de referência – Atendimento em até 240 minutos.

Fonte: Secretaria de Saúde

Fonte: Jornal de Brasília

O post Rollemberg freia atendimento emergencial nos hospitais apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
SindMédico-DF: Ações coletivas e individuais contra arbitrariedades http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/12/sindmedico-df-acoes-coletivas-e-individuais-contra-arbitrariedades/ Thu, 12 Jul 2018 03:43:15 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25122 SindMédico-DF: Ações coletivas e individuais contra arbitrariedades

Profissionais e população são prejudicados com desmandos do GDF na saúde A assessoria jurídica do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal deu entrada em uma ação civil pública, no Tribunal de Justiça do Distrito Federal, pedindo a suspensão das remoções arbitrárias ocorridas nos últimos dias no Instituto Hospital de Base do Distrito Federal. A corte […]

O post SindMédico-DF: Ações coletivas e individuais contra arbitrariedades apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
SindMédico-DF: Ações coletivas e individuais contra arbitrariedades

Profissionais e população são prejudicados com desmandos do GDF na saúde

A assessoria jurídica do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal deu entrada em uma ação civil pública, no Tribunal de Justiça do Distrito Federal, pedindo a suspensão das remoções arbitrárias ocorridas nos últimos dias no Instituto Hospital de Base do Distrito Federal. A corte deu prazo à Secretaria de Saúde para se posicionar em relação à denúncia, antes de analisar a questão. Essa foi uma das informações passadas aos médicos que compareceram à reunião realizada no auditório do SindMédico-DF nesta terça-feira (10).

As remoções arbitrárias e sem justificativa não se restringiram às ocorrências no Hospital de Base e vários relatos foram feitos durante o encontro: remoções feitas em períodos de afastamento legal (férias, atestado médico e licença prêmio); remoção de profissionais que estão a poucos meses de se aposentar; encerramento de projetos terapêuticos por remoção de profissionais dos Núcleos de Apoio ao Saúde da Família e relocações descabidas, como homeopatas sendo lotados em Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

A questão não afeta só os profissionais da saúde. O maior prejuízo quem sofre é a população. A expulsão de profissionais experientes e consagrados do Hospital de Base vai diminuir a qualidade do atendimento e as remoções nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) deixa ainda mais precário o serviço da assistência primária à saúde da população. Estas são algumas de muitas situações que se instalaram com os desmandos na Saúde.

“Para os servidores, em várias dessas situações, as remoções podem implicar, inclusive em perdas financeiras e também podem levar à retratação de contratos de 40 horas, o que prejudicaria ainda mais o atendimento à população. É mais uma medida desastrada da atual gestão”, critica o presidente interino do SindMédico-DF, Carlos Fernando. Ele orienta os médicos a trazer ao sindicato quaisquer informações sobre problemas que estejam ocorrendo no sistema público de saúde.

Carlos Fernando também deu ciência aos presentes que tem mantido contato com deputados distritais para chamar atenção da Câmara Legislativa em relação aos fatos que estão ocorrendo. “Estamos atuando em todas as frentes para nos contrapor aos abusos que estão sendo cometidos por este governo”, enfatizou Carlos Fernando.

Além da ação coletiva, a assessoria jurídica está atendendo os médicos sindicalizados para dar entrada em ações individuais. Para tanto, é indispensável haver comprovação da tramitação administrativa das remoções, os requerimentos de justificativa para essas remoções (que, segundo a lei, não podem ser feitas sem demonstração de motivação e razoabilidade). A impressão desses trâmites, mesmo que feitos pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI) deve ser entregue ao advogado na reunião marcada na secretaria do Departamento Jurídico pelo telefone 3244-1998. “Cada situação será avaliada individualmente”, informa o presidente interino do SindMédico.

Fonte: SindMédico-DF

O post SindMédico-DF: Ações coletivas e individuais contra arbitrariedades apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
MPDFT investiga venda ilegal de dados pessoais pelo site “Tudo sobre todos” http://www.politicadistrital.com.br/2018/07/11/mpdft-investiga-venda-ilegal-de-dados-pessoais-pelo-site-tudo-sobre-todos/ Wed, 11 Jul 2018 04:25:28 +0000 http://www.politicadistrital.com.br/?p=25118 MPDFT investiga venda ilegal de dados pessoais pelo site “Tudo sobre todos”

Site com domínio sueco comercializa informações sobre brasileiros A Comissão de Proteção de Dados Pessoais do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) abriu inquérito para investigar o site “Tudo sobre todos”. A página permite a consulta e venda dos dados pessoais de brasileiros, como nome, endereço, CPF, perfis em redes sociais e até […]

O post MPDFT investiga venda ilegal de dados pessoais pelo site “Tudo sobre todos” apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>
MPDFT investiga venda ilegal de dados pessoais pelo site “Tudo sobre todos”

Site com domínio sueco comercializa informações sobre brasileiros

A Comissão de Proteção de Dados Pessoais do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) abriu inquérito para investigar o site “Tudo sobre todos”. A página permite a consulta e venda dos dados pessoais de brasileiros, como nome, endereço, CPF, perfis em redes sociais e até nomes de vizinhos. A portaria que instaura o inquérito foi assinada em 22 de junho.

Para a Comissão, a ilegalidade do serviço é manifesta. Por isso, foram oficiados aos principais buscadores – Google, Yahoo, Baidu e Bing – para que removam o “Tudo sobre todos” de seus resultados de busca, com base nas próprias políticas das plataformas. “Para conter a prática ilegal de venda de dados de brasileiros pelos sites, adotamos técnicas de contraterrorismo, ou seja, disrupção das informações (buscadores) e combate às formas de financiamento (Mercado Livre). Outra tática adotada foi usar os próprios termos de uso e políticas de privacidade dos principais provedores de aplicação de internet para combater os sites ilegais”, explica o coordenador da Comissão, promotor de Justiça Frederico Meinberg.

O site Mercado Livre foi notificado para que suspenda a conta pela qual são vendidos os créditos de acesso ao serviço. De acordo com as investigações, com cerca de R$ 30 reais, qualquer pessoa pode comprar créditos para visualizar dados fornecidos pelo site. Os créditos também podem ser pagos com Bitcoins. O MPDFT requisitou, ainda, informações cadastrais sobre o perfil responsável pela venda dos créditos e sobre os compradores.

Em fevereiro deste ano, o MPDFT obteve o congelamento do domínio do site Consulta Pública, que fornecia livremente dados pessoais de brasileiros, como nome, data de nascimento, nome da mãe, endereço residencial, CPF e telefones. Para o promotor de Justiça Frederico Meinberg esses sites afrontam o direito constitucional à privacidade e, consequentemente, causam danos materiais e morais. “A Comissão está atenta às violações e atua para garantir a privacidade dos dados pessoais dos brasileiros, com ações judiciais e extrajudiciais”.

Fonte: MPDFT

O post MPDFT investiga venda ilegal de dados pessoais pelo site “Tudo sobre todos” apareceu primeiro em Portal Política Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF.

]]>