Servidor ativo do GDF será obrigado a fazer recadastramento a partir de janeiro

1542
Print Friendly, PDF & Email

Por Leandro Montes

A partir de 1º de janeiro de 2019, servidores ativos, da Administração Direta, Autárquica e Fundacional do Distrito Federal – inclusive militares e os servidores da Polícia Civil do Distrito Federal que recebem pagamento processado pelo Sistema Único de Gestão de Recursos Humanos – SIGRH, bem como os empregados de Empresas dependentes do Tesouro do Distrito Federal, deverão atualizar as suas informações pessoais, vínculos e dados funcionais no recadastramento anual, de caráter obrigatório da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão do DF.

portaria nº 543, da SEPLAG, publicada no DODF desta quarta-feira (5/12), regulamenta o procedimento de recadastramento anual dos servidores públicos ativos, instituído pelo Decreto nº 39.276, publicado em agosto deste ano, que estabelece o recadastramento anual em caráter obrigatório.

A atualização de dados será anual e ocorrerá sempre no mês do respectivo aniversário natalício do servidor. Servidores temporários, servidores afastados, licenciados e que estão cedidos para outros entes federativos também precisam participar do recadastramento. Para o servidor que, por motivo de doença, não puder fazer o recadastramento no sistema, deve realizá-lo pessoalmente quando retornar ao serviço público.

O procedimento por meio do submódulo “Recadastramento de Ativos” dura cerca de cinco minutos e poderá ser acessado no portal do servidor no site http://www.gdfnet.df.gov.brcom login de acesso. Servidores que possuem mais de um vínculo com o GDF deverão se recadastrar apenas uma vez e é necessário que a chefia imediata confirme a lotação do servidor.

Publicidade

No término da atualização, o sistema emite uma mensagem informando que o recadastramento está concluído ou que foi concluído com pendências. Nesse último caso, é necessário que o servidor acrescente ou corrija informações indicadas.

Fonte: Sindate-DF

0

Comentário