“Vocês vão perder” afirma Cid Gomes em comício do PT em apoio a Fernando Haddad

358
Print Friendly, PDF & Email

Senador eleito participou de ato em apoio a Fernando Haddad (PT), mas não aliviou nas críticas ao Partido dos Trabalhadores

Por Ian Ferraz

Ato em apoio à campanha de Fernando Haddad (PT) no Ceará nesta segunda-feira (15/10) gerou constrangimento e bate-boca entre o senador eleito Cid Gomes (PDT) e parte da plateia. Diante de um auditório lotado, no Marina Park, o pedetista cobrou autocrítica do Partido dos Trabalhadores e, em determinado momento, disparou: “É por isso que vocês vão perder”.

Assista:

Publicidade

Enquanto Cid Gomes discursava e tecia críticas à legenda do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, militantes vaiaram o pedetista. Alguns dos presentes pediam que o governador eleito, Camilo Santana (PT), intervisse. Cid rebateu chamando alguns dos participantes de “babacas” e apontou o dedo para pessoas que estavam no evento.

“Não admitir o mea-culpa, os erros que cometeram, isso é para perder a eleição e é bem feito. Vocês deviam… o teu tipo, que acha que fez tudo certo. Pois vão e vão perder feio. Vão perder feio porque fizeram muita besteira. Porque aparelharam as repartições públicas. Porque acharam que eram donos de um país, e o Brasil não aceita ter dono”, declarou o senador.

De acordo com o jornal O Povo, Cid foi encurralado na saída do auditório e atingido por faixas. Antes de o clima esquentar, o irmão de Ciro Gomes elogiou o presidenciável petista, mas cobrou autocrítica da sigla. “Conheço o Haddad, é uma boa pessoa, mas fica para algum companheiro do PT que me suceda aqui na fala, que se quiser fazer um exemplo para o país, tem de fazer um mea-culpa. Tem de pedir desculpas, tem de ter humildade e reconhecer que fizeram muita besteira”, acrescentou.

Além do Partido dos Trabalhadores, Cid Gomes também mirou Jair Bolsonaro. “O Brasil está numa encruzilhada, e dela pode sair um mal terrível para o Brasil, terrível”, ressaltou.

Fonte: Metrópoles

0

Comentário