Servidores da Hospital Regional do Gama voltam a encontrar larvas em refeição

1421
Print Friendly, PDF & Email

Sindate-DF responsabiliza secretário de Saúde. Essa por sua vez joga ‘bomba’ para Sanoli, empresa que serve refeições no HRG

Na quinta-feira (27/Set), o Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (SINDATE-DF), denunciaram que servidores do Hospital Regional do Gama (HRG) voltaram a encontraram larvas na refeição servida no refeitório. Em junho desse ano, a mesma unidade relatou a presença da ‘proteína adicional’ em sopa servida pela SES-DF.

Além da falta de respeito, o SINDATE-DF também lembrou a retirada de direitos, por parte da SES-DF. “Como se já não bastasse toda perseguição, todo assédio, toda retirada de direitos, agora os servidores tem que comer alimentos com bichos. Deixar com que larvas invadam a comida que é servida aos servidores é além de nojento, um verdadeiro absurdo. O tratamento que esse governo tem para com os servidores da saúde está a cada dia mais inaceitável.”, publicou no site da entidade.

O diretor do SINDATE-DF, Newton Batista, responsabilizou o secretário de Saúde, Humberto Lucena Pereira da Fonseca pelo tratamento dispensado aos profissionais de saúde e disse que a entidade deve tomar as medidas cabíveis para garantir a dignidade dos servidores.

“A Secretaria de Saúde, na pessoa do secretário, Humberto Fonseca tem tratado os servidores da saúde como lixos, já não bastava retirar a janta e o café da manhã, e agora o mínimo que servem é com larva, feito de qualquer jeito. É uma grande falta de respeito”, declara Batista

Servidor do HRG denuncia presença de larvas em refeição – Foto: SIndate-DF
Publicidade

A outra parte

Questionada a SES-DF chamou de ‘incidente’ as larvas servidas aos servidores do HRG e responsabilizou a empresa Sanoli, responsável por servir as refeições hospitalares na unidade.

“Sobre o incidente no Hospital Regional do Gama, a direção apura as responsabilidades do caso e destaca que a empresa Sanoli, responsável pela distribuição de refeições na unidade, adota um rigoroso processo de higienização dos alimentos. A gerência da empresa promoverá nova capacitação de seus colaboradores sobre as boas práticas de fabricação e higienização de alimentos.”.

Recorrente

Em junho desse ano, Política Distrital (PD) publicou denúncia de servidores do HRG, realizadas em um grupo do aplicativo Whatsapp. Na ocasião, os profissionais de saúde alegaram ter encontrado larvas na sopa servida.

Com informações de Sindate-DF