Em coletiva de imprensa, Rosso apresenta Jorge Vianna como coordenador da saúde no Plano de Governo da coligação

975
Print Friendly, PDF & Email

Por Evely Leão

Na tarde desta terça-feira (07/08), em coletiva de imprensa na sede regional do PSD, Rogério Rosso, atual candidato ao Governo de Brasília, anunciou apoio a Alvaro Dias (Podemos) para presidente da república e, apresentou a coligação Unidos pelo DF a qual será composta pelos partidos PSD, Podemos, PRB, Solidariedade, PPS e PSC.

Além disso, o parlamentar apresentou ainda o enfermeiro e técnico em enfermagem do SAMU, atualmente pré-candidato a deputado Distrital pelo Podemos, Jorge Vianna como coordenador da saúde no Plano de Governo da coligação.

“Jorge Vianna é um enfermeiro, concursado e vai cuidar de toda programação da saúde pública juntamente com todos os estudiosos e especialistas da saúde. Mas talvez pela primeira vez no Distrito Federal, além dos médicos, os enfermeiros vão ditar o planejamento e vão nos ajudar a fazer um programa para o Distrito Federal. Parabéns Jorge”, declarou Rosso.

Para Jorge Vianna, essa proposta será discutida entre o grupo, pois se trata de uma missão bastante importante e isso deve ser compartilhado com os diversos profissionais das diversas áreas da saúde. O problema é global, não há um problema especifico na Secretaria de Saúde e sim vários problemas, desde a falta de material como a de servidores, até mesmo estrutura física. Segundo ele, os atores do sistema de saúde devem estar envolvidos e, afirma que sua missão será agregar esses atores e a partir daí fazer um plano que minimize a dor da população causados pelos problemas da ineficiência desse atual governo e de tantos outros que passaram.

Publicidade

“Eu sempre fui muito empenhado em tudo que eu fiz, o convite de ser responsável pelo plano de saúde, me deixou bastante feliz, e hoje eu vejo que a enfermagem está sendo valorizada. E só o fato de ter o reconhecimento de um enfermeiro, técnico em enfermagem declaradamente como protagonista, não sozinho, evidentemente, de uma mudança de projeto, de uma criação de projeto, é perceber a mudança”, ressalta Vianna.

Vianna afirma que a maior preocupação dele era que o partido coligasse com o partido do Governador Rodrigo Rolemberg (PSB), inclusive, muitas vezes foi atacado por estar num partido que esteve sempre na base do governo. No entanto, ele afirma que foi para o Podemos com a promessa que não iria coligar com o Rolemberg e, com o passar do tempo as coisas foram se afunilando até o o momento de uma nova candidatura.

“Para nós foi uma surpresa, assim como para todo mundo, porque até então o candidato que nós iríamos apoiar era o Jofran Frejat e, aí ele desistiu. Com isso outras linhas começaram a aparecer, e uma delas foi a via em que tinha o Rogério Rosso como cabeça de chave. O podemos fez a avaliação, e entre todos os partidos que nós pudéssemos compor, mesmo todos eles tendo algum tipo de desgate, o que foi mais viável, o que mais se adequou a nossa pretensão foi o PSD. Então, nós do Podemos estamos na coligação junto com PSD, PRB, Solidariedade, PPS e PSC”, finaliza.

0

Comentário