Servidores e pacientes dos hospitais da Criança e de Apoio reclamam de insegurança no Setor de Áreas Isoladas Norte

213
Print Friendly, PDF & Email

Secretaria de Segurança aponta aumento de 10% na incidência de roubos a transeuntes na região e alerta para necessidade de aumentar atenção ao circular no setor

Por Kleber Karpov

Durante a semana, Política Distrital (PD) recebeu denúncia de servidores dos hospitais de Apoio de Brasília (HAB) e da Criança de Brasília José Alencar (HCB) em relação a falta de segurança nas proximidades das unidades de saúde, situadas no Setor de Áreas Isoladas Norte (SAIN). Os profissionais de saúde alertam para o aumento de casos de assaltos aos trabalhadores e, também, a pacientes das unidades de saúde, ao que chamaram de rota do medo.

“A rota do medo esse é o nome do caminho para o trabalho dos servidores do hospital de apoio esse foi o discurso dos servidores daquele hospital. Nas últimas semana os servidores foram pego de surpresa com o aumento do número de roubos aos servidores e acompanhantes que procuram esse hospital com isso a medo e pavor está instalado naquele hospital uma vez que o hospital se encontra em uma área afastada de tudo.”.

De acordo com uma fonte, apenas no mês de junho, ao menos três casos de roubos foram registrados na região. “O pior de tudo que a sensação de insegurança predomina entre todos que até apelidaram o hospital como o `hospital do medo´ tendo em vista a insegurança naquele local. Os frequentadores daquele hospital pedem socorro tanto para irem quanto para voltarem para sua casa com segurança.”, disse ao pedir sigilo de identidade.

Publicidade

A outra parte

Questionado sobre o assunto, a Secretaria de Estado de Segurança e Paz Social (SSP-DF) informou que entre janeiro e abril desse ano, em toda asa norte, ocorreram 354 registros de roubos a transeuntes. Um aumento de 10% se comparado ao mesmo período do ano anterior, que foi de 321 casos. No entanto a Secretaria não relatou dados específicos sobre o SAIN.

Ainda segundo a Pasta, a “A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) realiza, dia e noite, rondas em todo o Setor de Áreas Isoladas Norte, com reforço nos horários de maior fluxo de pessoas.”. Segundo a Pasta, “o policiamento é planejado de acordo com estatísticas produzidas pela SSP/DF, que apontam os dias, horas e locais em que cada tipo de crime acontece. Na área dos referidos hospitais, há atuação de equipes no policiamento a pé e em motocicletas.”.

Cautela

A orientação da Polícia Militar do DF (PMDF) aos usuários das unidades de Saúde e os servidores é que “aumentem a atenção no trajeto até a parada de ônibus ou mesmo aos veículos, evitando distrações com o celular, por exemplo. Nos momentos de entrar ou sair dos veículos, olhe sempre em volta e, caso perceba movimentação suspeita, se afaste do veículo e procure ajuda.”, alertou a SSP-DF, por meio de nota.