“Esse canalha vai perder as eleições e nem honra ele terá”, afirma Celina Leão ao lembrar perseguições de Rollemberg

1002
Print Friendly, PDF & Email

Celina acusa governador do DF, Rodrigo Rollemberg de cometer crime ao utilizar a máquina pública para promover perseguições a opositores

Por Kleber Karpov

Na última semana, a deputada distrital, Celina Leão (PP), utilizou a tribuna da Câmara Legislativa do DF (CLDF), para fazer duras críticas ao ocupante do Buriti, o governador do DF, Rodrigo Rollemberg (PSB). Durante o discurso, a parlamentar denunciou Rollemberg pela utilização da máquina pública, a Agência de Fiscalização de Brasília (AGEFIS), para perseguir e censurar meios de comunicação, de forma arbitrária.

Celina Leão apontou a utilização da Agefis, por Rollemberg, uma prática criminosa. “Nós fizemos um requerimento de informações, nesse sentido. Não é só arbitrário deputado Wellington, é criminoso, utilizar a máquina pública para defender a imagem pessoal do governador. É criminoso. Há um crime cometido aí.”, disse afirmar que Rollemberg utilizou a AGEFIS para retirar e lacrar os painéis do grupo Metrópoles, após veiculação de informações contrárias aos interesses do governador.

A parlamentar lembrou ainda que a própria oposição ao governo também sofre perseguição por parte do governo, com a utilização da máquina do estado. “Eu já ocupei essa cadeira de presidente da Câmara [Legislativa (CLDF)]. Tive muitos adversários políticos, mas tenho orgulho de falar que eu nunca utilizei essa cadeira de presidente, para perseguir ninguém, nenhum adversário político meu, nem aquela pessoa de que eu discordava.

Publicidade

“Um homem que invade a vida familiar, de muitos parlamentares como já fez aqui nessa casa, como o Deputado Wellington [Luis (MDB)], do deputado Joe [Valle (PDT)], a nossa vida. Esse homem não tem honra. E ainda fica ofendido quando o nome da sua esposa [Márcia Rollemberg] é citado em vários esquemas de corrupção.”, disse, ao lembrar que o nome da primeira dama foi citado 400 páginas durante a operação Drácon, deflagrada pelo Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) e a Polícia Civil do DF (PCDF).

Celina Leão lembrou ainda a citação de Márcia Rollemberg, no esquema de corrupção do Transporte Urbano do DF (DFTRANS). “Nessa questão do DFTRANs, novamente a primeira dama é citada no esquema de corrupção, várias vezes. Os colegas não utilizaram da má fé, como ele usa, e não falaram nisso até hoje. Mas esse cara não tem limite, ele não tem honra, ele não merece estar onde ele está.”, disse ao sugerir a reflexão, por parte dos parlamentares, sobre a utilização da máquina pública, por Rollemberg.

“Eu quero que ele explique essa decisão, atabalhoada, para retirar os painéis que colocavam Rodrigo Rollemberg, nunca mais. Eu acho que ele conseguiu unir forças das pessoas que estão sendo atacadas por ele, de forma rasteira, a gente tem vários exemplos aqui dentro, que aconteceu, a forma de chantagear colegas, de ameaçar colegas, mas não tem nada que fique impune para o resto da vida. As pessoas que não têm honra, não tem como nem sair da vida pública, porque uma coisa é sair da vida pública perdendo, nós já tivemos homens que perderam as eleições mas saíram com honra da vida pública. Esse canalha vai perder as eleições e nem honra ele terá’.”, disparou.

Confira o vídeo:                      

0

Comentário