Chico Vigilante critica alta dos preços dos combustíveis

105
Print Friendly, PDF & Email

Em Brasília, litro da gasolina bate R$4,69

O líder do Partido dos Trabalhadores, deputado Chico Vigilante, criticou mais um aumento dos preços dos combustíveis em Brasília. Em plenário, nesta terça-feira (15), o distrital classificou o reajuste de R$0,50 da noite para o dia como sendo um ‘absurdo’ e resultado da política de revisão de preços da Petrobras para acompanhar o mercado internacional.

“Estamos vendo que, em dois anos de governo golpista de Michel Temer, a gasolina no Brasil praticamente dobrou de preço. No Rio de Janeiro, já tem posto de gasolina vendendo a R$5 o litro. Hoje, aqui em Brasília, vi postos vendendo a R$ 4,69”, contou.

A Petrobras reajustou no último sábado (12) o preço dos combustíveis para as refinarias em 2,23%. Foi o segundo reajuste nos preços apenas no mês de maio. Desde que petrolífera adotou a nova política de preços, em julho do ano passado, a gasolina vendida nas refinarias acumula alta de 47,10%.

Enquanto isso, o governo afirma que a inflação acumulada está com os menores níveis desde a implantação do Real.

Publicidade

“E aí eles vêm dizer que não há inflação quando sabemos que o preço dos combustíveis é o mais inflacionário que existe que mexe com o conjunto da sociedade. Desde o feirante até as lojas mais requintadas de qualquer canto do Brasil”, avalia.

Gás de cozinha – Para Chico Vigilante, os constantes aumentos dos combustíveis no país e, dentre eles, do gás de cozinha, estão fazendo com que a sociedade retorne à antiguidade.

“Mais de 1 milhão e 500 mil famílias estão cozinhando à lenha, que parecia tão distante, além das centenas de milhares de pessoas que estão utilizando álcool combustível e que estão se queimando por não terem condições de comprarem o botijão de gás”, afirmou.

Fonte: Ascom Chico Vigilante, liderança PT na CLDF 

0

Comentário