DF teve 417 casos prováveis de dengue desde janeiro deste ano

37
Print Friendly, PDF & Email

É o que mostra o Boletim Epidemiológico nº 10, divulgado pela Secretaria de Saúde nesta quinta-feira (8)

Por Maryna Lacerda

O Distrito Federal registrou 417 casos prováveis de dengue, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, desde janeiro deste ano. De acordo com o Boletim Epidemiológico nº 10, divulgado nesta quinta-feira (8) pela Secretaria de Saúde, 398 pacientes residem aqui e 19, em outras unidades da Federação.

Em relação aos casos de contaminação no DF, 95,53% deles estão concentrados nas seguintes regiões administrativas:

  • Planaltina (95 registros)
  • Samambaia (55 registros)
  • Itapoã e Paranoá (40 registros)

Dos pacientes que residem fora do Distrito Federal, mas receberam o diagnóstico na rede pública local, 18 são originários de Goiás e um, de Minas Gerais.

Publicidade

O informativo também apresenta as faixas etárias que tiveram mais ocorrências. Segundo os dados, 42,21% das pessoas tinham de 20 a 49 anos; 24,21%, de 5 a 19 anos; 13,32%, mais de 50 anos; e 20,10%, até 5 anos.

Não houve registro de casos graves ou óbitos no período.

Febre chikungunya e zika vírus

O levantamento identificou também 15 casos prováveis de chikungunya — dos quais 14 são residentes no território e um, em Goiás. Os locais com maior incidência da doença são: Recanto das Emas (2), Taguatinga (2), Guará (2), Riacho Fundo I (2), Sobradinho (2) e Ceilândia (1).

Os casos prováveis de zika vírus, por sua vez, somaram oito registros no período avaliado. Desse total, sete residem no DF e um, em Goiás.

Os adoecimentos foram registrados na Asa Sul (1), na Candangolândia (1), no Riacho Fundo II (1), no Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (1), em Taguatinga (2) e em Ceilândia (1).

Fonte: Agência Brasília

0

Comentário