Ajude aí: Policial civil faz campanha para custear alimentação restrita do filho

70
Print Friendly, PDF & Email

O agente de polícia Walace Lopes iniciou nesta semana uma campanha para custear a alimentação do filho, que tem pouco mais de um ano de idade. Ainda aos três meses de vida, o garoto começou a apresentar graves problemas gastrointestinais e reações alérgicas, sobretudo porque alguns alimentos que a mãe consumia o afetavam por meio da amamentação.

Aos seis meses, quando a família passou a introduzir novos alimentos, os problemas persistiram e, ainda hoje, ele segue uma dieta bastante restrita. Até mesmo algumas vacinas para o garoto precisam ser específicas e não estão disponíveis na rede pública de saúde. “Sabemos que ele tem alergia a ovos, soja e leite. Mas só a partir dos dois anos de idade é que será possível realizar exames mais precisos”, explica Walace.

O policial civil acrescenta que como as opções de alimentos são poucas, o garoto já não consegue comer tudo o que é recomendado. Por esse motivo, ele precisa também consumir uma fórmula (recomendada pela nutricionista que o acompanha) para suprir a necessidade do organismo por vitaminas e outros nutrientes.

Os custos com a alimentação do garoto, que já eram altos, aumentaram ainda mais: cada lata dessa fórmula custa, em média, R$ 250, mas dura apenas entre três e quatro dias – em um mês, o valor gasto chega a quase R$ 2 mil.

A fim de tentar amenizar o impacto desses gastos na vida da família e para comprar um lote desse alimento em maior quantidade – o que lhe garantirá um bom desconto – Walace está promovendo uma rifa cujo prêmio corresponde a R$ 500 em produtos (como perfumes, cosméticos, suplementos etc.).

Publicidade

Cada bilhete custa R$ 35. Com o dinheiro arrecadado, o agente de polícia pretende comprar duas caixas com 12 latas do alimento – o que dá para ser consumido em até três meses.

Para participar da rifa, a pessoa interessada em ajudar faz o depósito ou transferência do valor para uma das quatro contas bancárias disponibilizadas por Walace (confira os dados abaixo) e entra em contato com ele para solicitar o bilhete. Outra forma de ajudar à família é, também, doando uma lata da fórmula Neo Advance ou qualquer quantia em dinheiro.

Mais informações com o pai da criança, Walace, pelo telefone (61) 99169-0452.

O valor para adquirir a rifa pode ser depositado em uma das contas abaixo:

Bradesco
Ag. 2243
Conta 103817-6
Favorecido: Wallace Leite Lopes
CPF: 724.640.461-91

Caixa
Ag. 4461
Op. 013
Conta 3736-2
Favorecido: Wallace Leite Lopes

BRB
Ag. 172
Conta 172.128.918-3
Favorecida: Rosimeire Gonçalves dos Santos

Banco do Brasil
Ag. 5123-3
Conta 62.787-9
Favorecido: Raimundo Nonato Lima

0

Comentário