Atenção Primária: Mais Médicos do DF recebe 23 novos profissionais

196
Print Friendly, PDF & Email

Médicos reforçarão o atendimento na atenção primária

Por Cristina Soares

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal realizou nesta segunda-feira (8) o acolhimento dos 23 novos médicos que atuarão nas equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF). Os profissionais, que fazem parte do programa Mais Médicos do Ministério da Saúde, atenderão como médicos da família nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Para o secretário de Saúde, Humberto Fonseca, esse reforço ajudará o DF a aumentar a cobertura de saúde da família. “A cobertura, que antes era de 28%, hoje está em 50%. A nossa meta para junho é chegarmos a 70% de cobertura, com a nomeação de 370 médicos de família e com a chegada dos ‘Mais Médicos’. Participar desse processo de modificação da saúde do DF será muito gratificante a todos”, frisou o secretário.

Atualmente, o Distrito Federal conta com 102 médicos do programa, distribuídos nas Regiões de Saúde, exceto a Centro-Norte, que não possui equipes. Além do atendimento aos pacientes, os profissionais realizam também, ao longo do período do programa, curso de especialização e aperfeiçoamento na Atenção Básica.

Publicidade

Os médicos recebem o pagamento por meio de uma bolsa, de pouco mais de R$ 11 mil mensais, além de auxílio alimentação e moradia.

Mudança

Segundo o diretor do Departamento de Planejamento e Regulação da Provisão de Profissionais de Saúde do Ministério da Saúde, Denilson Campello, ao longo do programa os perfis dos profissionais foram mudando.

“No início nós tínhamos quase 14 mil cubanos atuando no ‘Mais Médicos’ e agora este número caiu para 8 mil. Tal mudança foi devido a maior adesão dos profissionais brasileiros. O programa é de formação de médicos na Atenção Básica, que é o que a saúde pública do nosso país precisa, e destaco ainda o DF como um grande exemplo no país no desenvolvimento e crescimento da atenção primária”, disse Denilson.

Durante o acolhimento, o coordenador Geral do programa Mais Médicos do Ministério da Saúde, Paulo Ricardo, apresentou as principais informações sobre o programa e as responsabilidades dos médicos. “O programa visa aumentar a cobertura da Atenção Básica em todo o país. Como o nome já diz, a intenção é ter mais médicos atuando nas equipes de Saúde da Família”, destacou Paulo.

Oportunidade

Pedro Takagi formou em medicina recentemente e viu no programa a oportunidade de atuar em sua área de interesse. “Já tive contato com o atendimento na atenção primária após a minha formação e entendo a importância de se priorizar este atendimento. Tenho certeza que ganharei muita experiência e o aprendizado será muito gratificante”, comentou.

Já a médica Maria Fernanda deixou a residência que estava fazendo para vir atuar no programa. “Fiquei muito animada quando passei no programa. Fui a única da minha turma a ser chamada. Estava fazendo residência em Saúde da Família, mas quando passei no programa Mais Médicos optei por deixar a residência, já que poderei atuar com o que eu gosto”.

Fonte: Agência Saúde DF

1

Comentário