Rollemberg anuncia pagamento das horas-extras e dá outro calote em muitos servidores

1371
Print Friendly, PDF & Email

Servidores denunciam CALOTE nas horas extras de SETEMBRO

Rollemberg não cansa de se reinventar! O modus operandi para humilhar os servidores da Saúde é sempre renovado!
Ele e seu feitor, o secretário de Saúde, Humberto Fonseca, se valeram da Portaria 340/2017, de 26/06/2017 para dar um verdadeiro GOLPE nos servidores que fizeram as horas extras.A relação de trabalho deve ser norteada pela confiança entre as partes. Mesmo com o advento dessa portaria, os servidores não foram alertados por suas chefias de que, na verdade, o serviço extraordinário prestado seria utilizado para abater horas negativas no banco de horas.Resumindo: foi uma cobrança compulsória! O servidor fez as horas extras para ajudar o setor deficitário, acreditando poder contar com o pagamento do serviço e se deparou com o abatimento de horas devidas, sem a sua ciência ou concordância!

GOLPE rasteiro e covarde nos servidores que colaboraram para o serviço não parar!

O SindSaúde procurou a SES para questionar a falta de pagamento dos servidores e recebeu a seguinte resposta:

“Todas as horas extras passam por auditoria para identificar se estão dentro dos parâmetros descritos na Portaria 340/2017 que diz que, além de outras coisas, aquele servidor que tiver banco de horas negativos não pode fazer hora extra. Portanto, se após a análise for identificado que o servidor está em desacordo com estes parâmetros, ele terá as horas extras glosadas.”

Nas portarias da SES n° 31 e 67/2016, editada em 01/03/2016 e 04/05/2016, respectivamente, o prazo fixado para pagamento ou compensação das horas negativas é de 120 dias e que somente após esse período o desconto pode ser realizado, em caso de não compensação (art. 8°, parágrafos 4° e 5°, na portaria 31 e art. 7°, parágrafo 3°).

Publicidade

No entanto, a SES, subtraiu de modo furtivo o dinheiro dos servidores.

“É muito triste constatarmos que nada que Rollemberg diz em relação aos servidores, merece crédito! Fez um vídeo e alardeou aos quatro cantos o pagamento das horas extras, mas, omitiu o toque de SADISMO, marca registrada de sua gestão”, lamenta a presidente do Sindsaude, Marli Rodrigues.

Nos grupos de gestores, a seguinte mensagem está sendo enviada:

ATENÇÃO: INFORMAÇÕES SOBRE AS HORAS EXTRAS
Quem INICIOU o mês de setembro com hora negativa (a partir de 1 hora) teve as horas extras glosadas INTEGRALMENTE
A Gerente do GAPHM Joseane estará analisando todo o processo de Setembro, junto ao NCE, para avaliar cada glosa emitida.
Cada servidor fará o seu processo INDIVIDUALMENTE para solicitar o pagamento destas horas extras em folha suplementar, e deverão ser encaminhados para a DIPAG. Caso a caso eles analisarão e deliberarão quais serão pagos e quais não serão.
É certo que quem fechar o mês de dezembro com hora negativa não deverá fazer hora extra em janeiro sob o risco de glosa, isto é, não recebimento das horas extras realizadas. Aqueles que estiverem disponíveis para pagamento de horas negativas, ainda dá tempo de pagá-las nesse finalzinho do mês. Procurem a chefia.
Após o recesso do Judiciário, a equipe jurídica do Sindicato vai estudar a situação p avaliar a proposição de medida judicial para reparar mais esse prejuízo imposto aos trabalhadores.

Fonte: SindSaúde-DF

1

Comentário