Bispo Renato propõe novo destino para bicicletas apreendidas no DF

44
Print Friendly, PDF & Email

Um projeto de lei protocolado nesta segunda-feira (22) propõe que bicicletas apreendidas em casos de roubo ou furto no Distrito Federal, sejam doadas à Polícia Militar ou aos Centros de Iniciação Desportiva da Secretaria de Educação. O autor da proposta, deputado Bispo Renato Andrade, acredita que a medida vai de encontro aos interesses da comunidade, uma vez que estas doações serão traduzidas em melhorias na educação, segurança e assistência social.

Para Bispo Renato, em muitos casos, as bicicletas, bem como peças e equipamentos equivalentes, não são reclamados por seus proprietários e acabam ficando armazenados e inúteis. “Se o governo não tem condição de equipar a PM ou os CIDs, nada mais justo do que aproveitarmos estes objetos abandonados, que, na maioria das vezes, estão em excelentes condições de uso”, sustenta. O parlamentar explica ainda que a doação será feita se o proprietário não comparecer em seis meses para recolher o objeto.

Segundo o autor da proposta, o abandono de bicicletas em depósitos pode representar perigo, inclusive, à saúde pública, “já que os objetos podem servir, por exemplo, de meio para a proliferação de doenças como a dengue”.

Bispo Renato defendeu a aprovação deste projeto de lei com o caso do treinador e criador do CID de ciclismo, Alex Ribeiro. Segundo o professor, o DF já foi representado nos Jogos da Juventude, que são etapas de jogos nacionais. “Sei que o projeto do professor Alex não atende mais crianças por falta de equipamento. Minha proposta pode ajudar muito a resolver essa situação e incentivar o esporte entre os jovens”, argumentou.

Centros de Iniciação Desportiva

Publicidade

Os Centros de Iniciação Desportiva oferecem conhecimento em diferentes modalidades esportivas aos estudantes da rede pública de ensino do DF. Segundo o poder executivo, as aulas são gratuitas e realizadas no contra turno escolar.

Dia do Ciclista

A proposta do deputado Bispo Renato Andrade estabelece ainda o dia 19 de agosto de cada ano como o Dia do Ciclista. Ele acredita que o Distrito Federal ainda não tem uma data no calendário oficial para atribuirmos à importância do ciclista. “O dia 19 de agosto foi escolhido em homenagem ao estudante Pedro Davison, que faleceu em 2006 após ser atropelado enquanto pedalava. O motorista fugiu sem dar assistência à vítima”, explica o parlamentar. “Que casos como este sejam extintos das páginas dos nossos jornais”, acrescenta.

Fonte: Ascom Bispo Renato

0

Comentário