Sindicato convoca médicos, nesta quinta (2), para debater mudanças na Atenção Primária

9
Print Friendly, PDF & Email

Categoria deve se posicionar sobre mudanças estabelecidas pela Secretaria de Saúde

Por Kleber Karpov

Médicos sindicalizados do Sindicato dos Médicos do DF (SINDMÉDICO-DF) devem se reunir, na noite dessa quinta-feira (2/Mar), para debater a reformulação da Atenção Primária (AP), por meio das Portarias 77 e 78 publicadas pela Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF).

Crítico das mudanças propostas pela Secretaria, o presidente do SINDMÉDICO-DF, Guttemberg Fialho, defende que a proposta de mudanças na AP é prematura. “O projeto precisa ser discutido. E, no entanto, foi colocado de forma imposta, precipitada e sem levar em consideração as necessidades e peculiaridades da Atenção Primária”, disse Fialho.

Além das portarias  77 e 78, de 14 e 15 de fevereiro, respectivamente, que instituem a reformulação da AP, o sindicalista pretende abordar ainda outros temas, junto à categoria médica. Entre eles, a Portaria 231 da SES-DF, de outubro de 2016, que realoca carga horária de servidores da Atenção Primária para os serviços de emergência;

Publicidade

Decreto Legislativo

Tais discussões devem subsidiar os médicos em relação ao apoio à Proposta de Decreto Legislativo (PDL) nº 246, de autoria dos deputados deputados distritais, Welligton Luiz (PMDB), Celina Leão e Raimundo Ribeiro, ambos do PPS, que pretendem tornar sem efeitos as últimas ações do secretário de Saúde, Humberto Lucena Pereira da Fonseca.

Comissão Geral

Os médicos devem se preparar para posicionamento durante a Comissão Geral, a ser realizada pela Câmara Legislativa do DF (CLDF), dia 9 de Março às 15h, a ser realizado por Celina Leão.

 

Atualização: 2/3/17 às 11h15 para correção 

0

Comentário