Celina Leão entra com ação popular contra reajuste nas passagens de ônibus

Print Friendly, PDF & Email

A deputada Celina Leão (PPS) vai entrar, nesta sexta-feira (27), com uma ação popular pedindo a suspensão do aumento das passagens de ônibus no Distrito Federal. “Farei isso até que seja julgada a ação popular a qual já fui vitoriosa em primeira instância, ação essa que peço a nulidade da licitação fraudulenta no transporte público do DF, e que tem trazido prejuízo à população do DF”, garante a parlamentar.

A deputada Celina Leão destaca que vem defendendo a melhoria no transporte público do DF há muito tempo e que os usuários do transporte público do DF não podem ser onerados por uma decisão irresponsável do governo do DF. “O povo de Brasília não pode esperar. Temos de lutar por ele”, reforça Celina, alertando que a população tem de ser ouvida pelo governo, antes de qualquer decisão.

O aumento das passagens do transporte público do DF começou a valer no primeiro dia útil de 2017, segunda-feira, dia 2 de janeiro. Os deputados distritais, unidos, em sessão extraordinária, no dia 12 de janeiro deste ano, derrubaram o Decreto do GDF, que teve de voltar atrás no valor das passagens.

Celina Leão foi uma das responsáveis pela instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Transporte na Câmara Legislativa do DF (CLDF) e na sessão extraordinária atacou, mais uma vez, a licitação do transporte público feita na gestão Agnelo Queiroz (PT) e pediu a punição dos envolvidos. “Fui a primeira a denunciar que a licitação era viciada e dirigida para atender os interesses dos empresários e não da população do DF. Queremos uma licitação limpa,

transparente, com ônibus novos e preços mais baratos. Constatamos, durante os trabalhos da CPI que, além do que cada passageiro pagava, o PT, que governava o DF à época, pagava mais R$ 120 milhões por ano, a título de subsídio, antes da licitação das empresas. Depois da licitação, a coisa piorou e o Governo do PT passou a gastar mais de R$ 500 milhões por ano”, esclareceu.

Diante de situação vivida hoje pela população, Celina mantém sua posição contra o aumento no preço das passagens. “Esse reajuste é um ato covarde de passar a conta da má administração para o cidadão. Falta coerência. O povo não pode pagar um aumento se falta qualidade no transporte. Defendo hoje e sempre mais qualidade no transporte e preço mais barato nas passagens”, concluiu a distrital.

Fonte: Ascom Celina Leão

0