OAB/DF solicita explicações sobre reajuste do transporte público

Print Friendly, PDF & Email

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Distrito Federal, Juliano Costa Couto, pediu explicações ao governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, sobre o reajuste nas tarifas do transporte público. Em ofício enviado nesta quinta-feira (5), Costa Couto cobrou ainda dados detalhados e acesso às planilhas de cálculos sobre o sistema de transporte. O secretário de Estado de Mobilidade do Distrito Federal, Fábio Ney Damasceno, também foi oficiado.

Dr Juliano Costa Couto (4)Segundo o presidente da Seccional, o reajuste das tarifas de ônibus e metrô, de 11%, 16% e 25%, estão em patamar bastante superior à inflação acumulada no ano de 2016. “A Ordem dos Advogados requer a explanação dos motivos e respectiva planilha de cálculos que levaram ao aumento das tarifas no transporte público do Distrito Federal”, destacou.

Na última segunda-feira (2), o GDF anunciou o reajuste nas tarifas, alegando que a medida é necessária para garantir que o transporte público continue funcionando. O governo diz que os valores estão congelados há 10 anos. “A grave crise econômica nacional e o custo para manter a gratuidade a estudantes, idosos e pessoas com deficiência criaram a necessidade de readequar o preço do transporte”, afirma o comunicado do GDF. Os valores estipulados foram os seguintes: de R$ 2,25 para R$ 2,50; de R$ 3,00 para R$ 3,50 e de R$ 4,00 para R$ 5,00.

 

 

0