Servidores da Saúde cobram pagamento de Horas Extras e Adicional de Insalubridade

29
Print Friendly, PDF & Email

Por enquanto, HEs de agosto ficam ‘a gosto de Deus’

Por Kleber Karpov

Preocupados com as festas de Natal e Ano Novo Política Distrital foi acionado por diversos servidores da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), sobre o pagamento das Horas Extras (HEs) em atraso desde Agosto e, também, do Adicional de Insalubridade.

Insalubridade

Entre os servidores preocupados estão aqueles nomeados em 2016. Os profissionais reclamam que não receberam a insalubridade. Quanto aos que ainda cumprem escalass.

A SES-DF negou que haja atraso de pagamento de insalubridade dos servidores, mesmo os nomeados nesse ano. “Não há atrasos de pagamento de insalubridade, para nenhum servidor, independente do ano em que foi nomeado. Havendo qualquer dúvida em relação a folha de pagamento, o servidor deve procurar a Subsecretaria de Gestão de Pessoal.”.

Horas Extras

Recentemente membros do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde do DF (SINDSAÚDE-DF), circulou nota, nas redes sociais, onde afirmam que o secretario-adjunto da Secretaria de Estado de Fazenda do DF (SEFAZ-DF), Wilson de Paula afirmou que a SES-DF não encaminhou processo da ordem de pagamento àquela SEFAZ-DF.

Por outro lado, também circula nas redes, cópia de um Despacho 154/2016, da Gerência de Analise Orçamentária, em que a SES-DF notifica pedido de liquidação das HEs de Agosto à SEFAZ-DF. No entanto, estranhamente, o documento, com data de 9 de dezembro, não está devidamente assinado.

O blog questionou sobre o assunto, tanto à SEFAZ-DF quanto a SES-DF. Porém, até a publicação da matéria, não recebeu nenhum posicionamento de nenhuma das duas secretarias em relação ao envio do processo de ordem de pagamento das HEs de Agosto.

sefaz

A gosto de Deus?

Mas ainda no que tange as HESs de Agosto, quando questionada especificamente sobre a previsão de pagamento, a SES-DF deu a entender, por enquanto que deve ficar, ‘a gosto de Deus’. Embora o governador do DF, Rodrigo Rollemberg (PSB), tenha afirmado que os pagamentos seriam realizados, de acordo com a Secretaria de Saúde:“as horas extras serão pagas assim que houver disponibilidade financeira.”.

1

Comentário