Alvaro Dias se solidariza com jornalista condenado por apontar irregularidade no TCE do Paraná

32
Print Friendly, PDF & Email

O senador Alvaro Dias (PV-PR) manifestou sua solidariedade ao jornalista Celso Nascimento, colunista do jornal  Gazeta do Povo, que foi condenado a nove meses e dez dias de prisão após denunciar o atraso de parecer do Tribunal de Contas do Estado sobre o edital para construção do metrô em Curitiba.

O jornalista, que tem mais de 70 anos, teve a pena substituída pelo pagamento de multa de dez salários mínimos, mais a suspensão de seus direitos políticos. Ele foi condenado por calúnia e difamação por apontar possível vínculo do relator do processo, Ivan Bonilha, conselheiro do TCE, com o governador do Paraná, Beto Richa.

Alvaro Dias repudiou o que considera uma violência à liberdade de imprensa. Ele defendeu sua proposta de concurso público para o cargo de conselheiro, em vez de nomeação, e ressaltou que o prejuízo diário com o atraso da obra do metrô, levantado pelo jornalista, é de mais de R$ 500 mil – uma preocupação para a Prefeitura de Curitiba.

– Obviamente não cabe qualquer punição a um jornalista que simplesmente cumpriu o seu dever e procurou resguardar o direito coletivo. A ofensa foi dizer que o conselheiro era pupilo do governador. Obviamente caberia ao senhor Ivan Bonilha também processar este senador, porque reafirmo aqui tratar-se de um serviçal do governador, de alguém que se posiciona a serviço dele e não do estado do Paraná. A termos conselheiros como Ivan Bonilha, seria melhor fechar o Tribunal de Contas do Estado – afirmou o senador.

Publicidade

Fonte: Agência Senado

0

Comentário