Procurador-geral de Justiça do DF é reconduzido ao cargo

Print Friendly, PDF & Email

Leonardo Bessa permanecerá à frente do Ministério Público do DF e Territórios no próximo biênio. Ele tomou posse para o segundo mandato nesta segunda-feira (5)

Por Amanda Martimon

Com discurso anticorrupção, o procurador-geral de Justiça do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), Leonardo Bessa, tomou posse para o biênio 2016-2018, nesta segunda-feira (5). Reconduzido ao cargo, ele ficará à frente do órgão por mais dois anos.

Em cerimônia na sede do MPDFT, Bessa destacou pontos da gestão atual e criticou as mudanças, em discussão no Congresso Nacional, que a seu ver desfiguram o projeto de 10 medidas contra a corrupção proposto pelo Ministério Público Federal.

Para ele, o combate à corrupção é uma prioridade nacional. “A sociedade merece respeito e atuação de qualidade”, resumiu sobre os desafios à frente. “Quantas vidas foram perdidas pelo desvio de dinheiro que poderia servir à saúde, à educação e à segurança”, ponderou.

Bessa foi nomeado para o segundo mandato pelo presidente da República, Michel Temer, após ser o mais votado em lista tríplice, com 250 votos.

Ele e o vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Borges de Andrada, que conduziu a solenidade, assinaram o termo de posse. O governador Rodrigo Rollemberg também integrou a mesa.

Do primeiro mandato, o procurador-geral de Justiça do DF destacou ainda a atuação do órgão na defesa da saúde e a criação do Núcleo de Acompanhamento Orçamentário, instalado com o objetivo de acompanhar a aplicação de recursos destinados a serviços essenciais para a população.

Após assinatura da posse de Bessa, o vice-procurador-geral da República disse que ele foi reconduzido “com mérito, pela excelência com que desenvolveu seu primeiro mandato, de forma ética e democrática”.

Também compuseram a mesa, a vice-procuradora-geral do MPDFT, Selma Leite do Nascimento Sauerbronn de Souza; o ministro do Superior Tribunal de Justiça Rogério Schietti; o desembargador do Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios Mário Machado Vieira Netto; o procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Curado Fleury; o procurador-geral de Justiça Militar, Jaime de Cassio Miranda; e o presidente da Associação do MPDFT, Elísio Teixeira Lima Neto. Compareceram ainda secretários do DF e outras autoridades do judiciário.

Fonte: Agência Brasília

0