Sindical pede 100% de reajuste de auxílio pré-escolar, para cobrir até 15% de aumento em mensalidade

Print Friendly, PDF & Email

Benefício foi negado, por unanimidade, por Mesa Diretora da CLDF

Por Kleber Karpov

No final de setembro, o jornal Correio Braziliense (CB)(29/Set), publicou uma matéria sobre reajustes das mensalidades escolares para 2017. Na mesma data, o Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo e do Tribunal de Contas do Distrito Federal (Sindical) tomou uma iniciativa inusitada. O sindicato solicitou o reajuste do auxílio Pré-Escolar para, no mínimo, R$ 1.500,00 por dependente, à Câmara Legislativa do DF (CLDF). O caso foi denunciado ao Política Distrital, na última semana, por fonte que pede para não ser identificada.O pedido encaminhado à Mesa Diretora da CLDF, foi engado, por unanimidade.

A matéria do Correio Braziliense, em questão, abordou a variação, entre 10% e 15%, de possível reajuste nas mensalidades escolares, aumentos esses, acima dos 7,3% do índice inflacionário, estimados pelo Banco central, para 2017.

Nesse caso, Sindical argumenta na solicitação de reajuste do auxílio Pré-Escolar, que o valor recebido por parte da CLDF está “muito aquém do valor praticado do mercado” e lembra que tal benefício consta na Pauta de Reivindicações de 2016. Embora, de acordo com a fonte do Blog, o último reajustes concedido, aos servidores da CLDF, ocorreu em 2015.

Mas chamou atenção que embora as escolas particulares tenham previsão de reajustar os valores das mensalidades entre 10% e 15%, Sindical solicitou um reajuste “não inferior” a quase 100% sobre o valor do benefício, atualmente de R$ 753,00. O sindicato leva ainda em consideração, para a parametrização do valor reivindicado, os custos das escolas, próximas a CLDF.

49d698b9-1f1e-4c0e-9d08-f63c94a683bc

Quanto ganham

O blog fez um apanhado sobre as remunerações praticadas entre os servidores da CLDF e do TCDF, salários que o Sindical luta pela isonomia salarial entre os valores pagos entre as duas Casas.

Na CLDF, as remunerações de auxiliares legislativos variam de R$ 4,42 mil à R$ 8,16 mil; assistentes legislativos de R$ 6,6 mil à R$ 12,17 mil; técnicos legislativos de R$ 9,84 à R$ 18,15 mil e consultores, técnicos e procuradores, de R$ 14,68 à R$ 27,06 mil. No TCDF, por sua vez, de auxiliares de administração pública variam de R$ 5 mil à R$ 9,5 mil; técnicos de administração pública/controle externo de R$ 6,0 mil à 15,9 mil; auditor de Controle externo/analista de administração pública de R$ 16,68 à R$ 26,12 mil.

Sem entrar no mérito da legalidade 

Em pesquisas realizadas por Política Distrital foi possível constatar, que mensalidades de pré-escolar, em escolas particulares, podem variam de R$ 500, em escolas de pequeno porte, à R$ 3.000 em grandes redes de ensino.

Porém, com o momento crítico para a economia brasileira, todos devem aprender a conviver com o arrocho, e acima de tudo, se adaptar. Nesse sentido, a matéria de CB deixa claro, por exemplo, que muitos pais são obrigados, a retirar os filhos de escolas particulares.

Por outro lado, também em informações apuradas por Política Distrital, ao menos três grandes redes de ensino particular, no DF, estão fechando as portas em decorrência do alto índice de inadimplência.

Sindical

O blog não tem informação se a mesma reivindicação foi realizada, por parte de Sindical, ao Tribunal de Contas do DF (TCDF), também representado pelo sindicato.

Política Distrital entrou em contato com o Sindical, por e-mail, porém, não obteve retorno. O blog procurou ainda a Assessoria de Comunicação (ASCOM) por meio da qual o Sindicato observou que não se manifestaria sobre o assunto.

Da redação

0