Denúncia aponta falta de 58 tipos de medicamentos em Farmácia de Alto Custo do DF

121
Print Friendly, PDF & Email

Com os telefones cortados há mais de três meses, usuários são obrigados a se dirigirem pessoalmente à Farmácia de Alto Custo e muitas vezes saem sem medicamentos

Por Kleber Karpov

Política Distrital recebeu, na quarta-feira (19/Out), denúncia de um usuário, que pede para não ser identificada, da falta de medicamentos na Farmácia de Medicamentos Especiais (FME) da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), chamada de Farmácia de Alto Custo. O denunciante encaminhou uma lista contendo 58 medicamentos, supostamente, em falta na FME. Secretaria contesta a informação.

“Estive na Farmácia de Alto Custo hoje. Como é de praxe, tem a renovação no terceiro mês, para não perder o cadastro, tendo ou não a medicação. E não peguei a medicação pois Brometo de Tiotrópio para enfisema pulmonar, Hidroxicloroquina 400mg para artrose.(SIC)”.

O usuário observou que está há quatro meses sem conseguir receber a medicação e lembra que outras pessoas podem estar na mesma condição.

Além da falta de medicamento o denunciante também reclamou da dificuldade em obter informações devido ao corte dos telefones da FME. “O telefone continua na mesma situação de 3 meses atrás, segundo a funcionária que  me atendeu.”.

Publicidade

Política Distrital questionou a SES-DF sobre a falta de medicamentos. Por meio da Assessoria de Comunicação a Secretaria questionou os números que constam em uma listagem, com data de emissão do dia 18 desse mês, com 58 medicamentos supostamente em falta.

“A Secretaria de Saúde informa que há 35 medicamentos em falta na Farmácia de Alto Custo e não 58, como sugere a lista não oficial. Nessa lista, há medicamentos em que não há pacientes cadastrados para retirada. Também há composições em que há substitutos.”.

Confira a lista:

unnamed

Da Redação

0

Comentário