Saúde ganha aporte de R$ 98 milhões

Print Friendly, PDF & Email

Recurso vem de emendas parlamentares e serve para compra de remédios, pagamento de empresas terceirizadas e manutenção de equipamentos

Por Saulo Araújo

A saúde pública do Distrito Federal ganhou um aporte de R$ 98 milhões que será empregado na aquisição de medicamentos, no pagamento de empresas terceirizadas e na manutenção de equipamentos.  O recurso é oriundo de 146 emendas aprovadas pelos deputados distritais na terça-feira (30), no Projeto de Lei nº 1.193, de 2016. Como o orçamento previsto para a área já se esgotou, o dinheiro servirá para cobrir o déficit e contribuir para a manutenção dos serviços em hospitais e centros de saúde espalhados por Brasília.

“Graças à sensibilidade dos nossos parlamentares, poderemos dar andamento a pagamentos e processos importantes, como os relacionados à aquisição de medicamentos, de insumos hospitalares e ao pagamento dos salários da nossa mão de obra terceirizada, que já estava sob risco de paralisação por falta de orçamento”, afirmou o secretário de Saúde, Humberto Fonseca.

Para Fonseca, o gesto dos parlamentares demonstra que os poderes Executivo e Legislativo estão preocupados em ofertar um serviço de melhor qualidade à população do DF. “Esses recursos são de suma importância para cumprir nossas obrigações mais imediatas. Acredito que, especialmente em momentos difíceis como este, a compreensão e a união das instituições e da sociedade são essenciais.”

Segundo o deputado distrital Rodrigo Delmasso (PTN), um dos parlamentares a destinar emendas, a contribuição da Casa se dará em outras ocasiões relevantes para a cidade. “Esse foi mais um gesto da Câmara para ajudar a tirar a saúde da crise. Nós, deputados, independentemente de cor partidária, estaremos sempre disponíveis a contribuir com o Executivo”, destacou.

Fonte: Agência Brasília

0

Você pode gostar...

Comentário