Clínica não recebe pagamento do GDF e só garante atendimento até outubro

Print Friendly, PDF & Email

Pacientes renais têm tratamento ameaçado

Por Priscila Rocha

Política Distrital publicou, no último dia 12, denúncia do Deputado Chico Vigilante sobre a possível suspensão do tratamento de pacientes na Clínica de Doentes Renais de Taguatinga (CDRT).

Um dos motivos para o fim do atendimento, aos portadores de doenças renais crônicas, se deve aos impasses nas negociações da clínica com a Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SESDF).

Até meados de outubro, os pacientes terão tratamento garantido. É o que esclarece a nota divulgada pela assessoria de imprensa da clínica. Confira:

“A Clínica de Doenças Renais de Taguatinga (CDRT) esclarece que, após nova negociação com a Secretaria de Saúde do DF, o atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), que se encerraria no dia 16/08/2016, foi prorrogado para até o dia 14/10/2016.

A partir deste dia, a CDRT será obrigada a descontinuar o atendimento em função da falta de pagamentos por parte da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) e pelo encerramento do contrato junto à SES/DF.

Em janeiro deste ano, a CDRT notificou o órgão sobre a impossibilidade de renovação do contrato dos serviços de terapia renal substitutiva. Em maio, após reunião presencial na sede da SES/DF, acordou-se prorrogação do contrato que inicialmente encerrava em 16/06/2016, concedendo prazo maior para a realocação dos 82 pacientes em tratamento em outras unidades do SUS.”

Ao ser questionada, por meio da assessoria de comunicação, a SESDF não comentou sobre a previsão do pagamento da clínica. Já sobre o encaminhamento dos pacientes para outro consultório, para a continuidade dos tratamentos, a pasta se limitou a responder apenas que “A Secretaria de Saúde informa que os pacientes estão sendo atendidos no CDRT normalmente.”.

0

Você pode gostar...

Comentário