Câmara Legislativa instala CPI para investigar indícios de desvios de recursos na saúde

45
Print Friendly, PDF & Email
Por Luís Cláudio

A Câmara Legislativa instalou na manhã desta sexta-feira (13) uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), destinada a “investigar indícios de malversação de recursos públicos na gestão da secretaria de Saúde do Governo do Distrito Federal, no período compreendido entre janeiro/2011 e março/2016”. A CPI da Saúde terá sete membros e será presidida pelo deputado Wellington Luiz (PMDB). O vice-presidente será o deputado Cristiano Araújo (PTB). O deputado Lira (PHS), primeiro signatário do requerimento de criação da CPI, foi indicado como relator dos trabalhos de investigação.

A primeira reunião da CPI acontecerá na próxima segunda-feira (16), às 10h, para definição do plano de trabalho e metas da investigação. Um acordo entre as lideranças superou os questionamentos a respeito da composição do colegiado e assegurou a participação de todos os blocos políticos existente atualmente na Câmara Legislativa. O líder do PT, deputado Wasny de Roure, agradeceu a compreensão da presidente da Câmara, deputada Celina Leão (PPS), que acatou recurso apresentado por ele e garantiu a participação do partido na Comissão. Wasny prometeu empenho na investigação.

A presidente Celina Leão, que conduziu a instalação oficial da Comissão e a eleição para a presidência e vice-presidência do colegiado, disse que Wasny agregará capacidade técnica e de trabalho e ajudará na apuração. Ela destacou ainda a importância da investigação para a sociedade do DF. O período das investigações da CPI, janeiro de 2011 a março de 2016, abrange o governo de Agnelo Queiroz e o início do mandato de Rodrigo Rollemberg.

O deputado Cristiano Araújo afirmou que a CPI é uma “oportunidade ímpar” de ir a fundo e investigar quais são os problemas da saúde pública que persistem há anos. Já o relator dos trabalhos, deputado Lira, ressaltou que foi usuário da saúde pública durante muitos anos e sentiu de perto o drama vivido pelos cidadãos. Para ele, “a CPI é mais importante do que o brilho individual de qualquer parlamentar, quem tem que brilhar é a saúde do DF”. O relator também afirmou que a investigação não tem qualquer tipo de conotação política.

Publicidade

A Comissão terá sete integrantes e, de acordo com o Regimento Interno da Casa, terá 180 dias corridos para realizar a investigação, prazo que poderá ser prorrogado pela metade, ou seja 90 dias, automaticamente, por requerimento da maioria dos seus membros. O requerimento de criação da CPI contou com 18 assinatura de deputados distritais. Conheça a seguir quem são os integrantes da CPI da Saúde.

Titulares

  • Lira (PHS)
  • Cristiano Araújo (PSD – BLOCO POPULAR SOLIDÁRIO SOCIAL)
  • Robério Negreiros (PSDB – BLOCO POPULAR SOLIDÁRIO SOCIAL)
  • Wellington Luiz (PMDB – BLOCO AMOR POR BRASÍLIA)
  • Roosevelt Vilela (PSB – BLOCO BRASÍLIA EM EVOLUÇÃO)
  • Bispo Renato Andrade (PR – BLOCO AMOR POR BRASÍLIA)
  • Wasny de Roure (PT)

Suplentes

  • Raimundo Ribeiro (PPS)
  • Sandra Faraj (SD)
  • Teima Rufino (sem partido)
  • Rafael Prudente (PMDB)
  • Julio Cesar (PRB)
  • Agaciel Maia (PR)
  • Ricardo Vale (PT)

Fonte: CLDF