Trabalho nas barracas de dengue deve respeitar carga horária

8
Print Friendly, PDF & Email

O Sindicato dos Médicos do Distrito Federal cobrou do secretário de Saúde, Humberto Fonseca, a melhoria das condições de trabalho dos médicos que atuam nas tendas de atendimento a pacientes com suspeita de dengue, e o respeito à carga horária de trabalho.

O presidente Gutemberg Fialho disse que o sindicato percebe a necessidade da prestação do serviço no período da endemia e até estimula a participação, mas destacou que os médicos não podem ser convocados e muito menos assediados para trabalhar além das horas contratuais.

Caso o médico seja escalado, além de sua carga horária contratual (hora extra) para trabalho em uma das tendas, e não puder ou não quiser ir, ele deve dizer, deve expressar sua posição.  Se for assediado, em virtude de sua posição, se sentir coagido a trabalhar nessas condições, o médico deve pedir a comunicação de sua convocação por escrito, registrar na mesma comunicação a sua discordância, tirar uma cópia e entregar o original à chefia. Com a cópia em mãos, procure o SindMédico-DF, para que sejam tomadas as medidas cabíveis.

Fonte: SindMédico DF

0

Comentário