Presidente recém-eleita do Sindicato dos Enfermeiros faz alerta sobre o vírus do H1N1

12
Print Friendly, PDF & Email

A presidente eleita em 6 de abril para assumir a direção do Sindicato dos Enfermeiros do DF, Dayse Amarilio, faz um alerta aos profissionais de Saúde, em especial, a categoria que passará a representar dentro de poucos dias.

Confira:

O surto de H1N1, este ano, parece que antecipou sua visita ao DF e pegou a estratégia em atenção básica de Saúde de surpresa.  Já houve óbitos decorrentes da patologia. A prevenção foi antecipada para iniciar imunização em grupos de risco a partir do próximo dia 18. Valiosa atitude esta, porém fica a dúvida se será eficaz, visto que o prazo previsto para a soroconversão é de cerca de 3 semanas…

Leiam a declaração de uma Enfermeira de Centro Obstétrico:

“ Recebemos esta semana uma paciente gestante jovem com relato de febre, tosse, cefaleia e diagnóstico de pneumonia. Fiquei muito preocupada porque a paciente já estava internada dentro do CO [Centro Obstétrico] há 2 dias, junto com outras gestantes em leitos com menos de 1 metro de distância e nem estava tomando TAMIFLU…quando diagnosticar H1N1, já era… será tarde…ninguém no setor tá usando nem máscara cirúrgica comum…” , “ naquele dia a equipe se mobilizou e fomos atrás de máscaras N95, somente 5 unidades… deixamos disponíveis no acolhimento com a orientação de usar por cima da máscara cirúrgica, uso coletivo e reutilizável durante 7 dias…nem sei se está certo! Acho que deveria haver um treinamento. Não custa nada…”

Nem tudo custa dinheiro! Há medidas bem conhecidas entre os profissionais de saúde: estratégia, dedicação e promoção em saúde. Principalmente, aos profissionais de saúde lotados em unidades críticas como pronto socorro e centro obstétrico ficam os questionamentos:

  • A equipe está ciente do fluxograma de assistência aos casos suspeitos de H1N1; (internação ou não e casos em que se deve ou não administrar Oseltamivir, o Tamiflu)?
  • Já existe isolamento previsto para receber estes pacientes suspeitos de H1N1?
  • A equipe de Enfermagem e Médica estão cientes de como e quando utilizar os EPIs pertinentes ( máscara cirúrgica ou N95, luvas)?
  • Há previsão e provisão destes recursos para o seu setor?
  • Lembre-se que você pode até ser resistente ao H1N1, mas e seus familiares quando você volta para casa?
0
Publicidade

Comentário