Bancos de leite do DF precisam de doações

20
Print Friendly, PDF & Email

Durante o período de férias a tendência é que os estoques estejam em níveis mais baixos

Por  Kelly Ikuma

Os meses de férias, tradicionalmente, afetam diretamente os estoques de leite materno. Por esse motivo, a Secretaria de Saúde precisa de doações para manter o nível de abastecimento e atender aos bebês que precisam deste alimento. Em dezembro, foram coletados 1,4 mil litros de leite humano, 100 litros a mais que no mês de novembro.

“Nas férias as doações diminuem, pois as doadoras habituais viajam. O Hospital Materno Infantil de Brasília, por exemplo, necessita de 10 litros de leite materno pasteurizado por dia para atender a demanda e, atualmente, eles coletam apenas 8 litros e temos que remanejar de outros locais para resolver a situação. Neste momento, precisamos do envolvimento de toda a população”, destacou a coordenadora da rede de Bancos de Leite do DF, Miriam Santos.

Segundo dados do relatório de produção anual da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, foram registradas 104 mães voluntárias a mais nos dois últimos meses de 2015, saltando de 359 para 463. A quantidade de doadoras também aumentou em 2015 em relação a 2014, passando de 5,7 mil para 5,8 mil. Para a coordenadora, Brasília está à frente de outras cidades por causa do incentivo que a população recebe para doar por meio de campanhas e ações assistenciais.

Publicidade

Atualmente, 150 bebês recebem o leite materno diariamente na rede do DF, que incluem crianças que nascem com baixo peso, prematuras ou com algum problema de saúde e que precisam permanecer internadas no hospital após o nascimento. “Toda mulher saudável com boa saúde e que esteja amamentando pode doar leite. Basta ligar para o telefone 160, opção 4, que um bombeiro recolherá o leite em casa”, finalizou Miriam.

Fonte: Agência Saúde DF

0

Comentário