Médico da Saúde do DF desabafa e alerta: ” Sim Tiririca, pior do que está, vai ficar!”

36
Print Friendly, PDF & Email

Politica Distrital recebeu uma carta desabafo de um médico que prefere não ser identificado. A “Receita para o Tiririca”, fala por si só e reflete o momento vivido pelos servidores da Saúde do DF, sob pressão por causa da conjuntura política,  da crise da Saúde Pública brasileira, do jeitinho brasileiro de colegas do próprio ambiente de trabalho que, as vezes, para se beneficiar, seja com recursos de horas-extras, um atestado ou uma ‘folguinha’ indevida, sobrecarrega profissionais honestos que se matam e se estressam enquanto tentam salvar vidas, mesmo no ambiente hostil que se tornou as unidades de saúde pública do DF. Confira o desabafo:

Saúde no DF: receita para o Tiririca. Sim Tiririca, pior do que está, vai ficar!

Entender a conjuntura não é simples, mas factível, é como uma receita de bolo onde adicionamos ingredientes conhecidos e de má qualidade, de forma desordenada, com a inglória esperança de bom resultado que logicamente não virá. Mas vamos aos trabalhos da mais pura alquimia culinária distrital:

1- em estruturas físicas antigas e sem manutenção, adicione uma sobrecarga operacional brutal de pacientes oriundos de estados vizinhos inoperantes e de uma saúde básica que finge existir;

2- misture bem a um quadro de servidores escasso, adoecido, desestimulado, mal gerenciado e mal preparado ( em fartas porções ) para o avanço tecnológico necessário no mundo atual, com uma pitada da melhor e mais pura “cultura de brasileiro”;

3- separe má gestão à gosto, temperada com enormes pitadas de burocracia, subfinanciamento, relações trabalhistas antigas, ineficiência e legislação obsoleta e engessada produzida em campos verdejantes de conflitos de interesses e necessidades obscuras de grupos nos diferentes poderes e órgãos de controle;

4-após curtir por longo tempo em propício ambiente de desorganização e lentidão, comumente achadas em qualquer mercado público, junte as porções e tempere com conselhos regionais profissionais contaminados, que em lugar de lutar pelas boas práticas profissionais em saúde, optam por assediar pessoas e trabalhar de forma subterrânea, atacando e tentando imputar (por motivos alheios ao bem comum) culpa a servidores e profissionais que em grande parte são tão vítimas quanto o usuário, talvez isso associado à falta de coragem de responsabilizar as devidas autoridades, traga um gosto mais amargo a essa mistura, use com parcimônia;

5- ainda nesse caldeirão infernal, adicione pitadas de desesperança nacional, políticas públicas ineficientes ou inexistentes, desinformação e falta de escola, além de todos os comportamentos nocivos bem conhecidos e amplamente divulgados. Pronto, sirva acompanhado de greves adoçadas com o melhor “mimimi” sindical e governamental. Servidos? Espero que gostem, esse é o prato da saúde no momento, cuidado ao consumir com a “terceirização”pode causar engasgos e principalmente muita diarréia.

Assinado: SERVIDOR indignado

0

Comentário