Pacientes se revoltam e quebram hospital do Paranoá por falta de médicos

28
Print Friendly, PDF & Email

Pacientes se revoltam e quebram hospital do Paranoá por falta de médicos

Enquanto os gestores da Secretaria de Estado de Saúde brincam de aprender a gerir a saúde pública do DF, a população começa a dar amostras que não vai mais aguentar por muito tempo o descaso do GDF em relação a falta de médicos nas unidades de Saúde.  Po volta das 21 horas, de sábado (16/Mai), pacientes revoltados promoveram um quebra-quebra no Hospital Regional do Paranoá (HRPa).

O caso ocorreu porque na unidade havia apenas um médico na clínica médica, porém atendendo apenas mais graves, com restrições ara atendimento dos pacientes com a fita verde (não urgente). Revoltados pacientes que não conseguiram atendimento, quebraram vidros e lançaram cadeiras na área de espera.

Em um dos vídeos que Política Distrital, não publicado nesta matéria, para impossibilitar o reconhecimento da fonte, é possível ver o desespero de pacientes e servidores em relação á revolta das pessoas que aguardavam atendimento na área de espera do hospital.

De acordo com uma fonte que prefere não ser identificada, durante todo o dia, o hospital atendeu com apenas um médico.  A polícia foi chamada para conter a revolta dos pacientes.

Publicidade

Enquanto isso

A SES-DF que, desde Março, informou ao governador do DF, Hélio Doyle, haver cerca de 800 vagas em vacância, recebeu autorização para contratar apenas 205, quando poderiam nomear servidores concursados para amenizar o problema.

Será que a SES-DF e o GDF aguardam alguma catástrofe ocorrer para utilizar o bom senso e repor, ou ao menos reduzir o déficit de servidores.

Confira um dos vídeos recebidos por Política Distrital:

 

 

4

Comentário