GDF: T….r…..a..n……….s…..p….a…r….ê….n………..c…i…a

8
Print Friendly, PDF & Email

A julgar que a transparência foi tema prioritário, durante a campanha do então candidato ao governo, Rodrigo Rollemberg (PSB) e após assumir o Executivo. Finalmente o Conselho de Transparência e Controle Social, anunciado em Março por Rollemberg, realizou a primeira reunião.

Em se tratando de transparência, há que se observar que Rollemberg tem passado por constantes desgastes políticos, sobretudo em relação à divergências entre informações divulgadas pelo governo e as disponibilizadas pelo  Sistema Integrado de Gestão Governamental do DF (SIGGO-DF).

Isso porque de um lado o Governo argumenta não ter recursos enquanto os parlamentares, sobretudo o distrital, Chico Vigilante (PT), demonstram ‘haver algo de podre no paraíso’ quando o SIGGO e as contas do governo mostram outro cenário.

Em se tratando de transparência e de SIGGO o GDF insiste em não abrir o acesso à população sob pretexto de não serem informações compreensíveis á população e que está desenvolvendo uma versão mais didática. No entanto o governo ignora ou faz questão de não abrir as informações à uma parcela pequena mas capacitada a interpretar as informações ora disponíveis no Sistema.

Vale lembrar que Rollemberg extinguiu a Secretaria de Transparência ao assumir o GDF e em declaração à imprensa, o chefe da Casa Civil, Hélio Doyle, declarou em coletiva (24/Dez) que a Controladoria Geral, Procuradoria Geral e Comunicação e Interação Social formam um elo para dar visibilidade às ações do novo governo.

Publicidade

Nesse contexto, a julgar pela agilidade do governo Rollemberg, pode-se esperar que ao final de 2020, 2025 talvez as ações do GDF realmente se tornem transparentes. A Secretaria de Saúde que o diga.

0

Comentário