Falta de profissionais e atrasos de pagamentos de fornecedores pioram atendimento da Saúde e cansam a vida dos servidores

11
Print Friendly, PDF & Email

Falta de agilidade por parte da SES-DF para reduzir falta de servidores, a exemplo da nomeação das quase 600 servidores para repor as vagas em vacância, e de recursos para garantir os pagamentos dos fornecedores geram efeito cascata e desequilibra qualidade do atendimento aos usuários da saúde pública do DF.

As pessoas que precisaram de atendimento médico no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) do Centro de Saúde 02 de Núcleo Bandeirante no Sábado (2/Mai), tiveram que procurar outras unidades de saúde. Isso porque a unidade que deveria atender de 7h às 19h de segunda à sexta-feira e ficar aberta por 24 horas em finais de semana e feriados,  amanheceu fechada. A unidade mais próxima que deveria receber os pacientes seria a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Bandeirante, porém, por falta de médicos apenas os casos mais graves foram atendidos pois havia apenas um médico em atendimento.

Equipamentos quebrados no HRAN

f1a50ffdff2e0038ab6d95c15184342aQuando o paciente consegue passar pela barreira da falta de médicos ela se esbarra com a falta de estrutura. Uma denúncia de um servidor que prefere não ser identificado aponta que no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), dois aparelhos novos de Raio X, adquiridos no governo anterior e instalados em menos de quatro meses, estão danificados.

De acordo com o servidor, a manutenção ainda não ocorreu porque a Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) não efetuou o pagamento dos aparelhos. Com isso o direito à manutenção prevista na garantia fica comprometida e os pacientes que pagam a conta, não desfrutam dos serviços. Segundo o servidor: “Nós somos obrigados  a trabalhar no improviso, com aparelhos não compatíveis ao fluxo de atendimento.”, afirmou.

Publicidade

Sem local de descanso

Sobrecarregados e cansados por causa do stress que é ser servidor da Saúde no DF, um consolo aos servidores é poder, em horários devidos, tentar descançar um pouco. Porém, para os técnicos em enfermagem da Central de Material e Esterilização do Hospital de Base do DF (HBDF), isso não será possível.

Chateado um servidor da encaminhou um vídeo ao blog Política Distrital para denunciar que a área destinada ao descanso dos trabalhadores, virou depósito. De acordo com o servidor, que prefere não ser identificado: A enfermeira chefe da Central, Simone Dantas, de forma arbitrária e sem autorização de superior, bloqueou o repouso masculino destinado aos técnicos em enfermagem do setor.”, afirmou.

Que feio Simone! Já não basta João Batista, Helio Doyle, Rollemberg e Agnelo não deixarem servidores e pacientes do DF terem atendimento descente?

O agora Batista?

Política Distrital tentou obter parecer da SES-DF em relação aos casos dos equipamentos quebrados no HRAN, mas até o fechamento da matéria, nenhum posicionamento foi encaminhado. Em relação a ocupação da área de descanso dos técnicos em Enfermagem a diretoria do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem informou que vai apurar o caso.

Confira o vídeo do SPA Núcleo Bandeirante 

 

Confira o vídeo da área de descanso no HBDF 

 

 

2

Comentário