MÁ FÉ: Para limpar a barra, Lira apresenta o “oficio da enganação” aos moradores da Vila Zumbi de Palmares

24
Print Friendly, PDF & Email

Após abandonar as 300 famílias quando mais precisou dele durante uma operação de derrubadas de casas realizada pela Agefis, no início do mês de abril, na pequena comunidade Zumbi de Palmes em São Sebastião, o deputado distrital Ivonildo Lira (PEN) voltou ao local no inicio da semana para tentar limpar sua barra junto a comunidade. 

O deputado subiu num carro de som e começou a dizer que tinha uma grande proposta que resolveria de vez a situação dos moradores ameaçados de perderem suas casas, para dar lugar a um novo bairro denominado Crixás, que o GDF irá fazer através de Parceria Publico Privada cujo o maior interessado é o próprio Lira. Será por quê?

Em um discurso com clara demonstração de desespero, Lira xingou e pisoteou  gratuitamente o “Radar Condomínios” por ter cumprir o seu relevante papel de bem informar a situação de desespero das famílias do Zumbi ocorrida durante as operações realizadas pela agencia de fiscalização do GDF que botou no chão 13 casas e ainda humilhou e prendeu os representantes da comunidade. Relembre aqui.

Ludibriando a boa fé da comunidade, Lira apresentou como sendo a “grande solução”  para a permanência dos moradores no local em que moram, uma simplória “indicação” feita por ele na Câmara Legislativa, documento visto sem muita importância produzido  com abundância por deputados  que não tem muito o que fazer ou somente para dar uma singela satisfação ao seu eleitorado.

Lira sabe,  mas não disse aos moradores, que essa  simples  “indicação” de sua autoria  não é nehuma garantia para que a Agefis deixe de derrubar as casas da Vila Zumbi a hora que quiser.

Publicidade

Lira também não disse aos moradores, que esse tipo de documento não tem efeito prático, “não fede e nem cheira”, porque o Executivo não tem obrigação de atender ao pedido.

No governo passado, os 24 deputdo gastaram tempo e papel com  quase 6 mil indicações sobre os mais variados pedidos. O GDF nem deu bolas. Somente nos três primeiros dias de 2015, os 24 deputados, incluindo o “DeLira”, já apresentaram mais de mil indicações. Pergunte ao Rollemberg se ele vai atender alguma?

Apesar de convencer alguns incautos, no entanto a maioria dos moradores continua com a mesma desconfiança de antes com o deputado, que na última eleição foi um dos mais votados no Morro da Cruz.

A desconfiança se reforça porque o distrital se esquiva todas as vezes que é cobrado sobre qual o dia mesmo que o GDF irá receber a “comissão de moradores”,  criada no dia 24 de abril durante uma reunião no ginásio São Francisco, e que contou com a participação de vários membros do governo.

 A proposta da criação da comissão de moradores para conversar com o GDF foi de iniciativa do próprio Secretário de Relações Institucionais e Sociais, Marcos Dantas presente ao evento. Relembre aqui. A proposta que teve aval de Lira permanece  só na embromação.

No mais, o Radar, como veiculo de comunicação, vai continuar apoiando a luta  pela moradia do povo do Morro da Cruz.

23

Comentário