Negociação do Refis poderá ser feita pela internet

20
Print Friendly, PDF & Email

Durante a Semana de Regularização Fiscal, foram negociados mais de R$ 179 milhões: R$ 34,6 milhões já foram pagos, e o restante foi parcelado.

Atualizado em 10 de abril de 2015, às 10h25

A partir de segunda-feira (13), os interessados em participar da segunda fase do Programa de Incentivo à Regularização Fiscal (Refis) poderão renegociar as dívidas com o Estado também pela internet. Quem optar pelo novo serviço terá à disposição os mesmos benefícios oferecidos pelo governo durante a Semana de Regularização Fiscal, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães — com a diferença de que o cidadão não terá a facilidade de contar, em um mesmo espaço, com o atendimento de órgãos jurídicos, como a Defensoria Pública do Distrito Federal e o Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT).

Vale lembrar que o atendimento pela internet também serve para aqueles que procuraram o serviço no Centro de Convenções, mas que, por algum motivo, perderam o prazo para pagar a primeira parcela do débito — cujo vencimento foi em 31 de março. “Essa é uma oportunidade única. A nossa estimativa é ainda arrecadar cerca de R$ 100 milhões à vista e R$ 500 milhões parcelados”, explicou o secretário-adjunto de Fazenda, Pedro Meneguetti.

tabela refis agencia brasiliaArrecadação inicial
Na Semana de Regularização Fiscal, que ocorreu de 18 a 27 de março, 35 mil pessoas foram atendidas, o que gerou uma arrecadação de R$ 34.629.833,88 à vista, além de R$ 149.659.803,86 parcelados.

Publicidade

No valor do pagamento à vista, foi considerada também a quitação da primeira cota dos parcelamentos. O total de R$ 179.395.173,61 superou a expectativa da Secretaria de Fazenda de atingir, no evento, R$ 80 milhões e conseguir 30 mil atendimentos.

Por meio do programa, são oferecidas facilidades como descontos de até 99% sobre juros e multas de todos os impostos locais, além da possibilidade de parcelamento das dívidas em até 120 vezes, no caso de inadimplentes, e 24, para quem responde a processos por sonegação fiscal.

O atendimento referente ao Refis continuará normalmente nas agências da Secretaria de Fazenda e nas varas fiscais do TJDFT, onde, segundo Meneguetti, já foram atendidas cerca de 10 mil pessoas desde o fim da Semana de Regularização. O prazo de adesão ao programa termina em 30 de junho. A secretaria lembra que quem não se regularizar terá o nome protestado.

Oportunidade
Ao todo, 354 mil pessoas em débito com o Estado estão aptas a participar do programa. Para quem aderir ao Refis, os valores mínimos das parcelas foram fixados em R$ 50 para pessoas físicas e R$ 200 para jurídicas.

Podem ser negociados débitos de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), Simples Candango, Imposto de Transmissão de Bens Imóveis Inter-Vivos (ITBI), Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ITCD) e multas acessórias.

Fonte: Agência Brasília

4

Comentário