Sanoli: Hospitais e UPAs começam o dia, novamente, sem refeições para servidores e acompanhantes de pacientes

48
Print Friendly, PDF & Email

11076278_1072810602735906_8465334621622251612_nNesta Terça -Feira (24/Mar) Hospitais de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) começam dia sem fornecimento de refeições para servidores e acompanhantes de pacientes. A decisão foi anunciada por meio de Nota Informativa emitida pela empresa Sanoli, responsável pelo fornecimento da alimentação de pessoas internadas, acompanhantes e dos servidores da SES-DF.

De acordo com informações da Sanoli a Empresa não recebeu R$ 30 milhões em faturas pendentes por parte da SES-DF. A empresa observa estar próxima de entrar em “colapso total”, uma vez que mantém um quadro de funcionários “mais de 2.000 empregados para só para atender os hospitais da rede do GDF”.  De acordo com a nota da Empresa o fornecimento de refeições aos pacientes deve continuar somente enquanto durar o estoque.

Sindicato alerta para o perigo

Para o vice-presidente do Sindate-DF, Jorge Vianna, a SES-DF precisa resolver o de uma vez por todas esse impasse com a Sanoli, pois a cada suspensão de refeição os servidores são prejudicados. De acordo com Vianna: “A suspensão dos serviços por parte da Sanoli, podem até comprometer a saúde ou colocar pessoas em riscos mais graves, uma vez que os servidores são obrigados a se deslocarem para locais fora do dependências dos hospitais e das UPAs para fazer a refeição. Isso pode resultar em não atendimento de pacientes internados que precisem de um atendimento de emergência por parte dos profissionais de enfermagem e até dos médicos.”, afirma Vianna.

Impasse com a SES-DF

Publicidade

O problema de suspensão de alimentos da Sanoli vem acontecendo desde o fim de 2014, após o ex-governador, Agnelo Queiroz (PT) perder as eleições. O último episódio aconteceu no final de Fevereiro, ocasião em que houve o GDF entrou com ação na Justiça e o Tribunal de Justiça do Distrito Federal deu sentença favorável ao governo, obrigando a Empresa a voltar a fornecer as refeições aos servidores.

Embora a Sanoli tenha emitido o aviso na Segunda-feira (23/mar) a SES-DF e GDF não se manifestaram em relação a suspensão dos alimentos por meio das assessorias de comunicação.

27

Comentário