O PT é uma Organização Criminosa?

4
Print Friendly, PDF & Email

Em um post no microblog Twitter, na tarde da segunda-feira (1/Dez), o presidente do PT, Rui Falcão, foi enfático: “PT não leva recado pra casa” e diz que acionará o senador, Aécio Neves (PSDB), na Justiça. O episódio aconteceu após Aécio mencionar durante entrevista ao jornalista, Roberto D’Ávila, da emissora GloboNews (29/Nov), que não perdeu a eleição presidencial para um partido político, mas para uma “organização criminosa”.

A reação de Falcão em defesa do Partido é no mínimo inusitada ao se travestir de ‘leoa em defesa dos filhotes’. Isso porque o episódio do Mensalão que ocorreu entre que ocorreu entre 2005 e 2006, protagonizado pelo ex-presidente, Lula (PT), que não sabia de nada, levou a insígnia petista para dentro do Núcleo de Custódia da Papuda, no Distrito Federal após a condenação e prisão, em 2013, dos membros da cúpula petista, ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, ex-deputado federal e ex-presidente do PT, José Genoíno, o ex-deputado federal, João Paulo Cunha, além do ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, a postura do Partido dos Trabalhadores se tornou um tanto quanto questionável.
Mesmo não dando tempo de esquecer, pois alguns petistas esquecem rápido ou nunca se lembram de nada. Mas a população brasileira acompanha o ápice da investigação que já é considerada o maior escândalo de corrupção do país envolvendo desvio de recursos da Petrobrás. Carinhosamente chamada de “Petrolão” a Operação Lava a Jato deflagrada pela Polícia Federal, embora ainda em curso, aponta novamente membros da cúpula Petista, bem como de colegas da base aliada, a exemplo do PMDB, PP e outras agremiações partidárias.
No que tange ao PT, do time de Lula ou Dilma, no episódio do Petrolão já figuram o tesoureiro do PT, João Vaccari, do Senador pernambucano Humberto Costa, o deputado federal, Cândido Vaccarezza, e mais recentemente até a da cunhada de Vaccari, Marice Correa de Lima.
E o cenário fica mais crítico quando a principal peça desse quebra cabeças, o doleiro Alberto Youssef, em delação premiada, afirmou, e documentos começam a mostrar a veracidade das informações nos depoimentos, que tanto a presidente Dilma Rousseff (PT) quanto Lula (PT) tinham conhecimento da prática de irregularidades na Petrobrás.
Embora o PT negue… negue… negue e nunca saiba, as investigações do Petrolão vem tomando o mesmo rumo do Mensalão. E a medida que os fatos são evidenciados o nome de muita gente vai se complicando. E olha que até o momento as investigações ainda não mexeram no vespeiro político. Apenas as empreiteiras já caíram no crivo da PF, o que levou muitos ‘senhores das obras’ para trás das grades.
A julgar pela definição da Lei 12.850/2013 que considera uma organização criminosa a “ associação de quatro ou mais pessoas estruturalmente ordenada e caracterizada pela divisão de tarefas, ainda que informalmente, com objetivo de obter, direta ou indiretamente, vantagem de qualquer natureza, mediante a prática de infrações penais cujas penas máximas sejam superiores a 4 (quatro) anos, ou que sejam de caráter transnacional.”. Se houver novas condenações de petistas, restará saber se PT ainda é um partido dos trabalhadores. Pois pelo andar da carruagem está difícil distinguir dentro do PT o que é joio do que é trigo.

 

1

Comentário